A realidade de um favelado em uma universidade na Europa

Nasci em 98 e durante a minha vida toda morei – e moro – na Favela da Torre, no bairro do Canhema, em Diadema, na Grande São Paulo. Sou cria desse território tanto quanto sou cidadão do mundo, cria de Berlin. Eu me considero um “moleque-ponte”, já que cresci na última rua do município, que … Continue lendo A realidade de um favelado em uma universidade na Europa