APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

DOE MENSALMENTE PELO CATARSE

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
Democratize-se!

Com pandemia, Justiça Eleitoral mantém serviço online para emergências

Prazo para emitir título de eleitor pela primeira vez termina dia 6 de maio; quem não fez biometria obrigatória também deve procurar o serviço

Image

Por: Paulo Talarico

Notícia

Publicado em 31.03.2020 | 11:05 | Alterado em 03.10.2020 | 13:23

RESUMO

Regularizar situação eleitoral estava previsto para o dia 6 de maio, mas atendimento também foi suspenso para evitar propagação do vírus

Com as medidas de combate ao coronavírus, os cartórios eleitorais tiveram o atendimento presencial suspenso. De acordo com TRE (Tribunal Regional Eleitoral), o serviço deve ficar assim até 30 de abril. No entanto, alguns prazos relacionados às eleições deste ano seguem em andamento. 

A votação para prefeitos e vereadores está prevista para outubro. No entanto, o prazo para que eleitores regularizem a situação eleitoral termina no dia 6 de maio. 

Segundo a determinação do TRE, as zonas eleitorais, postos de atendimento, inclusive naqueles instalados nas unidades do Poupatempo, e na secretaria do tribunal, não terão atendimento. Apenas serviços remotos serão realizados.

O TRE informou que terá um serviço online para adiantar o processo, para casos emergenciais. No portal, há o passo a passo do cadastro necessário para regularizar a situação.

São exigidos documento de identificação como RG e o comprovante de endereço. No entanto, o processo não substituirá a necessidade de ir pessoalmente posteriormente.  “Quando o atendimento presencial voltar, o eleitor será convocado a comparecer ao cartório para finalizar o procedimento cadastral”. 

Image

Biometria obrigatória foi aplicada em 15 cidades da Grande SP ano passado @ Wilson Dias/ABr

O serviço é direcionado sobretudo para jovens que ainda não tiraram o título de eleitor e moradores que tiveram o título cancelado. A situação afeta, por exemplo, quem não realizou a biometria obrigatória no ano passado. Estima-se que 300 mil deixaram de realizar o procedimento em 15 cidades da Grande SP.

Por outro lado, a pandemia tem levado a questionamentos sobre a viabilidade da realização das eleições no prazo previsto, em 4 de outubro. A Justiça Eleitoral tem enfatizado que é cedo para uma discussão sobre o tema. Mudanças do tipo precisariam de alteração na legislação votada por deputados e senadores. 

“Neste momento é prematuro tratar de adiamento das Eleições Municipais 2020. Essa avaliação é compartilhada pelo vice-presidente, ministro Luís Roberto Barroso, que estará na Presidência do TSE durante o próximo pleito”, disse a presidente do TSE, Rosa Weber.

Nesta semana, no dia 4 de abril, termina o prazo para filiação partidária para quem quiser disputar as eleições. No entanto, essa filiação é feita no próprio partido político, que tem até 15 de abril para enviar a lista de membros para a Justiça Eleitoral. 

Paulo Talarico

Editor-chefe e cofundador da Agência Mural, é formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu e em História pela Universidade de São Paulo.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.