• Informações apuradas pela Agência Mural por meio de dados e entrevistas, buscando ouvir todos os lados envolvidos e seguindo nossa linha editorial.
    Notícia

Dia do sexo: a quebra do tabu dos sex shops nas periferias

Moradores das periferias têm usado o mercado erótico para garantir renda, mostra episódio do Próxima Parada

No Dia do Sexo, nesta segunda-feira (6/9), o Próxima Parada aproveita para falar sobre o aumento das vendas de produtos eróticos após o início do isolamento social em 2020.

O episódio conta histórias de quem abriu sex shop online ou já trabalhou com a revenda desse tipo de mercadorias em contato direto com a clientela. Além disso, a gente conversa com quem consome esses produtos e não tem o menor tabu ou vergonha de falar sobre sexualidade. 

A Ana Carolina Fernandes, moradora de Perus, na zona noroeste de São Paulo, é uma das entrevistadas. Ela iniciou as vendas online por meio do perfil no perfil da loja no Instagram e, hoje, esse é o único trabalho dela.

PRÓXIMA PARADA

Produzido pela Agência Mural e distribuído exclusivamente pelo Spotify, o Próxima Parada conta com a colaboração da nossa rede de correspondentes locais dos bairros periféricos da Grande São Paulo. Para ouvir o episódio, basta clicar neste link do programa e se cadastrar gratuitamente no aplicativo.

De segunda a sexta-feira, sempre no final da tarde, um novo episódio fica disponível. Ali, os apresentadores e repórteres Ana Beatriz Felicio e Rômulo Cabrera contam histórias, analisam fatos e apontam possíveis soluções para as demandas das quebradas. A produção é da Gabriela Carvalho, a edição de som da Pammela Gentil, a distribuição nas redes sociais da Ingrid Fernandes e coordenação geral do podcast é do Vagner de Alencar.

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Grande São Paulo

Comentários