• Informações apuradas pela Agência Mural por meio de dados e entrevistas, buscando ouvir todos os lados envolvidos e seguindo nossa linha editorial.
    Notícia

Na Lapa, moradores cobram abertura total do Hospital Sorocabana; ouça o podcast

66 mil pessoas vivem nesse distrito da zona oeste de São Paulo; a Lapa abriga o Hospital Sorocabana, um dos mais importantes da região, que está fechado desde 2010

Neste programa o “Em Quarentena” conversou com moradores da Lapa, distrito da zona oeste da capital, que falaram sobre as demandas da região. O distrito, onde vivem 66 mil pessoas, é administrado pela subprefeitura de mesmo nome. 

Uma das reivindicações antiga dos moradores da Lapa envolve o Hospital Sorocabana que está fechado desde 2010. Durante a pandemia, leitos para atendimento exclusivo a pacientes com coronavírus foram instalados, mas os moradores cobram reabertura completa.

Gabriel Nogueira, 29 anos, é produtor audiovisual e mora com um amigo na Rua Clélia, na Lapa. Ele abriu o episódio falando sobre essa demanda. 

“Eu moro bem perto do Hospital Sorocabana, então é uma pauta constante em todas as movimentações que eu vejo acontecerem aqui do bairro é sobre a reabertura e isso aumentou bastante durante a pandemia”.(ouça a partir de 00:01)

O Hospital era um dos mais importantes da região até ser fechado por problemas financeiros. Um ano antes de fechar, ele tinha 217 leitos clínicos destinados a pacientes do SUS e atendia cerca de 20 mil pessoas por mês.

Alberto Candido, do conselho participativo da Lapa, comentou sobre a reabertura do equipamento durante a pandemia. Para ele, isso ainda não foi suficiente.

“A questão da abertura do Hospital Sorocabana ainda não é algo que podemos considerar resolvido pois não houve sua efetiva reabertura, mas sim um readequação pontual nos pavimentos que já estavam funcionando pra atendimento à população”. (a partir de 01:22)

Ele contou também que em agosto foram inaugurados mais de 50 leitos exclusivos para tratamento de pacientes com Covid-19. “Infelizmente e apesar das nossas reivindicações anteriores, até a atual situação de pandemia, esses leitos chegaram a região com pelo menos quatro meses de atraso”. (ouça em 01:48)

A Agência Mural entrou em contato com a prefeitura, que informou que o antigo hospital Sorocabana não era uma unidade da rede municipal quando fechou. De acordo com eles, somente em 2012 ocorreu uma cessão de parte do espaço físico para uso do município de São Paulo. 

E também confirmaram que entre agosto e setembro, 55 novos leitos foram entregues para tratamento exclusivo de pacientes com coronavírus. Além disso, o complexo abriga também uma unidade do Hospital Dia, uma AMA e um Centro Especializado em Reabilitação.

Sobre a pergunta “o que será feito desse espaço exclusivo para pacientes com Covid-19 pós pandemia?”, a assessoria da prefeitura informou que, como o foco ainda é o enfrentamento ao coronavírus, não conseguem dizer como os novos leitos serão usados no futuro. Ou seja, ainda sem previsão de uma reabertura completa para população. 

Para saber mais sobre a Lapa e outros distritos de São Paulo, acesse o site 32xsp.org.br

Sintonize também a rádio CBN São Paulo todos os dias às 11h da manhã, que lá rola um quadro com as informações do 32xSP sobre as desigualdades entre as subprefeituras.

Ouça este bate papo completo no Em Quarentena #46 – Segunda Temporada – Na Lapa, moradores cobram abertura total do hospital Sorocabana.

Podcast Em Quarentena

Viver em meio ao coronavírus não deve estar sendo fácil para ninguém. Imagina então para quem vive nas periferias. 

O “Em Quarentena” é o podcast especial que a Agência Mural de Jornalismo das Periferias criou neste momento da pandemia. Queremos informar, com notícias do dia a dia, quem mais precisa se virar meio a esse caos.

Você pode receber o podcast diretamente no seu Whatsapp, enviando um “Oi” para +55 11 9 7591 5260. Ouça também no Instagram, Youtube, Spotify, Deezer, Apple e Google Podcast

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Grande São Paulo

Comentários