APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

DOE MENSALMENTE PELO CATARSE

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
Notícias

#Enganoso - OMS não condena o lockdown - Desmentindo fake news; ouça o podcast

Fala de um representante da OMS é tirada de contexto e causa mal entendimento nas redes sociais; a Agência Mural em parceria com o Projeto Comprova checou esse conteúdo

Image

Por: Redação

Notícia

Publicado em 22.10.2020 | 15:20 | Alterado em 23.10.2020 | 15:33

Neste episódio o “Em Quarentena” trouxe duas notícias importantes, uma alertando que é enganoso o twitter que circulou envolvendo um representante da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre seu posicionamento em relação à adoção de lockdown como medida para combater a disseminação do coronavírus

A outra notícia foi o anúncio de que a Agência Mural firmou uma parceria com o “Projeto Comprova” no combate à desinformação.

Já no início do programa, a repórter da Mural, Ana Beatriz Felício, explicou a parceria. “A Agência Mural é um dos oito novos integrantes do ‘Comprova’, uma iniciativa que reúne diversos veículos e associações de jornalismo, com objetivo de combater e checar peças de desinformação, ou seja, as notícias falsas que ficam circulando por aí”. (ouça a partir de 00:00

O conteúdo deste episódio foi baseado na primeira checagem feita pelo time da Agência Mural em parceria com o Jornal do Commercio de Pernambuco, para o Projeto, onde foi identificado que a fala de um representante da OMS foi tirada de contexto e causou um mal entendimento nas redes sociais. 

A desinformação foi postada no Twitter pela deputada federal Major Fabiana e viralizou. Ela tirou de contexto um trecho de uma entrevista do enviado especial da OMS, David Nabarro, na qual ele falava sobre os impactos econômicos do lockdown. 

O trecho do tweet conduzia ao entendimento que a OMS condenava o lockdown. E ainda por cima, a deputada afirmou no post que a frase foi dita pelo Diretor da OMS, o que não é verdade. 

Realmente a Organização Mundial de Saúde admite que existam impactos econômicos e sociais negativos, principalmente para os mais pobres, com a adoção do lockdown. 

Isso não significa que a Organização tenha mudado de opinião. Políticas de isolamentos continuam sendo parte da estratégia para ajudar a conter o coronavírus e evitar a superlotação de hospitais. 

O podcast lembrou ainda que não existe um consenso do que o termo “lockdown” signifique. Em inglês, na tradução literal é algo como “bloqueio total” ou “confinamento”.

Na prática, é entendida como a medida mais radical adotada pelos governos para fazer com que as pessoas fiquem em casa, mantendo o isolamento social. Geralmente aplicadas quando o número de casos está em pico e o sistema de saúde superlotado. É uma medida de bloqueio total, que pode até fechar vias públicas. 

Por ser tão extrema, essa medida só é adotada quando muito necessária e precisam ter duração limitada, para que o país em questão possa preparar medidas que sejam mais sustentáveis no combate à pandemia.

Se você ainda tá com alguma dúvida sobre o que foi falado aqui é só acessar o texto da checagem completa feito com a colaboração da equipe da Agência Mural no site do Comprova

Ouça este bate papo completo no Em Quarentena #42 – Segunda Temporada – #Enganoso – OMS não condena o lockdown – Desmentindo fake news.

Podcast Em Quarentena

Viver em meio ao coronavírus não deve estar sendo fácil para ninguém. Imagina então para quem vive nas periferias. 

O “Em Quarentena” é o podcast especial que a Agência Mural de Jornalismo das Periferias criou neste momento da pandemia. Queremos informar, com notícias do dia a dia, quem mais precisa se virar meio a esse caos.

Você pode receber o podcast diretamente no seu Whatsapp, enviando um “Oi” para +55 11 9 7591 5260. Ouça também no Instagram, Youtube, Spotify, Deezer, Apple e Google Podcast.

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para r[email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.