• Informações apuradas pela Agência Mural por meio de dados e entrevistas, buscando ouvir todos os lados envolvidos e seguindo nossa linha editorial.
    Notícia

Em Embu-Guaçú, prefeita é afastada e quem assume é um candidato nas eleições; ouça o podcast

Maria Lúcia foi afastada por uma operação do Ministério Público e quem assumiu a prefeitura da cidade, que tem 70 mil habitantes, foi o presidente da Câmara dos Vereadores, conhecido como Manezinho Corretor

O “Em Quarentena” trouxe informações sobre o afastamento de Maria Lúcia, prefeita de Embu-Guaçú, que foi afastada do cargo por suspeitas de irregularidade a menos de um mês das eleições de 2020. E quem assumiu a prefeitura foi um dos políticos que está disputando as eleições como vice-prefeito por um outro partido. 

Embu-Guaçu é uma cidade da região metropolitana de São Paulo, que fica próxima à Parelheiros, no extremo sul da capital. Por lá vivem cerca de 70 mil pessoas. 

Em 2016, Maria Lúcia se tornou a primeira mulher eleita prefeita na cidade. Mas antes do afastamento, a gestão dela já vinha sendo marcada por polêmicas. Aliás, um fato importante é que Maria Lúcia é esposa de Walter do Posto, ex-prefeito de Embu, que, inclusive, tinha problemas com a justiça.

O correspondente da Agência Mural na cidade, Rubens Rodrigues, explicou a situação. “A Maria Lúcia foi eleita com um apoio muito forte do Walter do Posto. Lembro que na época, em 2016, ele até tentou concorrer às eleições, mas foi barrado pela lei da ficha limpa. Então ele apoiou sua esposa pra ser prefeita e acabou conseguindo”. (ouça a partir de 01:07)

Rubens relatou que assim que Maria Lúcia assumiu o cargo, nomeou o marido como secretário de infraestrutura. A partir daí, ‘o mandato começou a ser marcado por polêmicas’. “Por exemplo, ela ofereceu carne estragada para uma escola aqui na zona rural da cidade e também, supostamente, ela havia contratado serviços de terceiros sem licitação”. (ouça em 01:31)

Apesar das supostas irregularidades, Maria Lúcia seguiu no comando da cidade. O afastamento recente se deu por causa da operação Píton, que começou em fevereiro e investiga suspeitas de fraudes em licitações da prefeitura de Embu-Guaçu. Nessa ação já foram apreendidas sete armas de fogo e mais de 1,5 milhão de reais em espécie.

“Nos últimos dias o Tribunal de Justiça de São Paulo determinou que a Maria Lúcia fosse afastada do cargo enquanto fosse investigada. Ela está sendo investigada por improbidade administrativa e enriquecimento ilícito”. (a partir de 02:06

Maria Lúcia ainda está sendo investigada e fica afastada do cargo por 45 dias. Em nota, a prefeitura  de Embu-Guaçú disse que irá prestar esclarecimentos ao Poder Judiciário, e que continua trabalhando para a população, obedecendo e confiando na Justiça. 

Com a saída da prefeita, quem virou o prefeito interino da cidade foi o presidente da Câmara dos Vereadores, Clarides Leonardo dos Santos, do MDB, que é conhecido na região como “Manezinho Corretor”.

Isso aconteceu porque o vice-prefeito da Maria Lúcia morreu ano passado. Pela lei, o presidente da câmara é o próximo na linha de sucessão. 

Mas, o que chama atenção nessa situação, é que Manezinho, é candidato a vice-prefeito na chapa de José Antônio (MDB). Na lei nãi há impedimento para a situação. 

Para saber mais sobre o assunto e também entender quais foram as primeiras medidas do prefeito interino de Embu-Guaçu, leia a matéria completa de Rubens Rodrigues sobre essa novela política.

Ouça este bate papo completo no Em Quarentena #45 – Segunda Temporada – Em Embu-Guaçú, prefeita é afastada e quem assume é um candidato nas eleições.

Podcast Em Quarentena

Viver em meio ao coronavírus não deve estar sendo fácil para ninguém. Imagina então para quem vive nas periferias. 

O “Em Quarentena” é o podcast especial que a Agência Mural de Jornalismo das Periferias criou neste momento da pandemia. Queremos informar, com notícias do dia a dia, quem mais precisa se virar meio a esse caos.

Você pode receber o podcast diretamente no seu Whatsapp, enviando um “Oi” para +55 11 9 7591 5260. Ouça também no Instagram, Youtube, Spotify, Deezer, Apple e Google Podcast

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Grande São Paulo

Comentários