Porque o nosso jornalismo é importante

A nossa missão é produzir mais informações sobre as periferias da região metropolitana de São Paulo e mostrar o quanto esses lugares não têm uma só cara, mas são diversos, plurais e não se resumem a violência. Sem deixar de mostrar também as necessidades de melhor estrutura dos bairros periféricos, as histórias que contamos impactam diretamente a vida dos seus moradores. Veja os desdobramentos de algumas reportagens que produzimos e como elas afetaram diretamente a vida de pessoas.

Água drenada

Os moradores da rua Tite de Lemos, em São Miguel Paulista, zona leste de São Paulo, ficaram por mais de uma semana ilhados em suas próprias casas devido a alagamento.

A rua virou um rio após chuvas fortes e, para poderem sair de casa, os moradores improvisaram uma canoa com o teto de uma kombi.

Após contarmos a história no Bora SP, programa da TV Band, o subprefeito Edson Marques deu satisfação, ao vivo e por telefone, sobre a situação e prometeu buscar soluções com a realização de uma obra. No entanto, não estabeleceu prazos. Dias depois a água foi drenada por caminhões da prefeitura.

Projeto reconstruído

O catador de materiais recicláveis Valdir Carvalho dos Santos, 49, o Jamaica, mora na Vila Silvia, distrito da Penha, zona leste de São Paulo.

Apesar de não saber ler, ele criou um espaço de leitura em um muro da rua Novo Oriente do Piauí, onde mantinha um projeto há 15 anos. No entanto, o trabalho de Jamaica foi destruído pela prefeitura.

Após contarmos a sua história no Blog Mural, a subprefeitura prometeu reconstruir a iniciativa e marcou a data de inauguração do novo espaço para 24 de outubro. Jamaica afirmou estar satisfeito com o resultado entregue.

Buracos tapados

Em Itaquera, Cidade Tiradentes e Aricanduva, vias com asfalto desnivelado e trechos com imperfeições atrapalham motoristas e geram risco de acidentes.

Após contarmos a história no 32xSP, quase todas as ruas de Itaquera e Cidade Tiradentes citadas na matéria foram arrumadas.

Muro reconstruído

Um buraco no muro da escola estadual Gustavo Barroso foi causado pela queda de uma árvore, em Jova Rural, zona norte de São Paulo, mas por oito meses não foi reparado e preocupou moradores.

Após contarmos a história no blog Mural, o muro foi concertado.

Mais turmas

O auxiliar de limpeza Márcio Ferreira de Lima, 40, trabalha no CIC (Centro de Integração à Cidadania) Norte, no bairro de Jova Rural, na zona norte de São Paulo. Voluntariamente, das vezes por semana, ele passou a ficar mais uma hora e meia para ensinar homens e mulheres a colocar a mão na massa e fazer pães, doces, bolos, salgados.

Após contarmos a sua história, Márcio fez outras turmas e a Secretaria Estadual de Justiça, que administra os CICs, divulgou inscrições para participar do curso.

Reconhecimento

O cobrador Anásio Silva, 51, escreve livros inspirados nos passageiros de Guaianases, zona leste de São Paulo.

Após contarmos a sua história, ele recebeu homenagens da Sptrans, que chegou a ser publicada na sua cidade natal, na Bahia. Também foi convidado para dar entrevistas em diversas emissoras de TV: Globo, Record, Tv Brasil, entre outras.

Mais clientes

O Espaço Boom Box, salão de cabeleireiro no Grajaú, extremo sul de São Paulo, é focado no estilo afro.

Após contarmos a sua história, os donos do salão Mariana Rosa, 23, e Emanuel Levi Silva, 20, afirmam que aumentou o número de clientes e que foram convidados para participarem de um documentário sobre cabeleireiros de cortes estilizados.

Apartamentos entregues

Um embate entre a prefeitura de Osasco, a CPTM, o Exército e a Caixa Econômica Federal impediu que 960 famílias recebessem as chaves dos apartamento do conjunto habitacional Miguel Costa.

O empreendimento de R$ 140 milhões foi construído com recursos do PAC 2 (Plano de Aceleração de Crescimento), do Governo Federal, e prometido para ser entregue em dezembro de 2018.

Após contarmos a história no Blog Mural, a justiça determinou a liberação dos apartamentos e, nove meses depois, as famílias se mudaram, conforme contamos no Giro da Quebrada, nosso quadro no programa Bora SP, da TV Band.

Sinalização feita

A direção da Escola Estadual Anne Frank e a Polícia Militar do Estado de São Paulo protocolaram um Relatório de Averiguação de Incidente Administrativo na subprefeitura Penha, em 29 de maio de 2019, pedindo a instalação de sinalização de trânsito na rua Guirá-Acangatara (pintura de lombadas, faixa de pedestres e placas), mas não obtiveram retorno.

Dois dias após entrarmos em contato e contarmos essa história no Bora SP, com a Secretaria Municipal das Subprefeituras e com a CET, no dia 07/10/2019, para verificar se o documento havia sido analisado por eles, a CET foi até o local e providenciou a pintura da via.

Piscina reaberta

Construído no topo de um morro do Jardim Paraná, o CEU Paz completou 14 anos em maio no distrito da Brasilandia, na zona norte de São Paulo. No entanto, enfrentando problemas de infraestrutura, as piscinas do centro educacional estavam fechadas desde 2016.

Após contarmos a história no Blog Mural, as piscinas foram reabertas para uso da população.

Obras em andamento

Prevista para 2019, ponte Pirituba-Lapa não tinha data para ser construída, pois a obra dependia de orçamento que ainda não havia sido captado. Os empreendimentos imobiliários, por outro lado, pressionavam por solução no trânsito da região noroeste de São Paulo.

Após contarmos a história no 32xSP, dias depois a prefeitura anunciou que construiria a ponte a partir de um fundo alternativo. As obras da via, que contará com mão dupla, ciclovia e faixa exclusiva para ônibus, estão em andamento.

Redução dos vãos

Levantamento da Agência Mural mostrou o tamanho da distância dos vãos entre os trens e as plataformas de todas as estações da CPTM na Grande São Paulo. Também revelamos que ao menos duas pessoas caem diariamente nesses espaços, que chegam a medir mais de 40 cm.

Após divulgarmos os dados na Folha de S. Paulo, a imprensa (TV Globo, Jornal Agora, G1, entre outros) repercutiu. Como resultado, órgãos responsáveis usaram material de borracha para diminuir o tamanho dos vãos.

Com a reportagem, fomos finalistas do 1º Prêmio ANPTrilhos (Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos) de Jornalismo.

Centenas de milhares de pessoas correm o risco de acidentes e, por isso, continuamos acompanhando essa história. Recentemente, contamos também que após dois anos do levantamento, só três estações ganharam proteção entre o trem e a plataforma.

Obras retomadas

Corredor de ônibus em São Bernardo do Campo estava com obra parada há um ano e meio.

Ao invés de pessoas trabalhando no trecho das avenidas Rotary e Luis Pequini, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, havia estruturas metálicas enferrujadas, água parada nos canteiros de obras, acúmulo de lixo e falta de sinalização.

Após contarmos essa história, grupos de redes sociais repercutiram a situação e, duas semanas depois, a prefeitura retomou as obras, que já foram finalizadas.

Apoie o jornalismo das periferias que gera impacto

Você pode contribuir para que a Agência Mural continue impactando a vida de moradores da região metropolitana de São Paulo. Seja nosso(a) apoiador(a), contribuindo mensalmente com um valor a partir de R$5. Acesse catarse.me/periferias e faça parte da nossa história.