APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

DOE MENSALMENTE PELO CATARSE

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
Sobre-Viver

Vida no abrigo: como ficam os jovens após os 18 anos

Conversamos com a jornalista Talita Alves, que estudou as dificuldades enfrentadas pelos jovens moradores de abrigos ao chegar a maioridade

Image

Por: Redação

Publicado em 18.01.2022 | 18:40 | Alterado em 18.01.2022 | 18:51

Neste episódio, a gente desembarca na quebrada de Embu das Artes, na Grande São Paulo, para trocar uma ideia com a jornalista Talita Alves. Ela fez o estudo “18 anos, e agora?”, sobre o cotidiano de alguns abrigos da capital paulista, para entender como três jovens foram parar em centros de acolhimentos e quais são as dificuldades para sair de lá, assim que eles completam 18 anos.

Segundo dados do Sistema Nacional de Ação e Escolha, mais de 29 mil crianças e adolescentes vivem em abrigos no Brasil, seja porque foram abandonados ou porque os responsáveis perderam a guarda dos filhos. Meninos com mais de nove anos, pretos e pardos, são a maioria nesses abrigos, um perfil muito rejeitado pelos pretendentes à adoção.

Próxima Parada

Produzido pela Agência Mural e distribuído exclusivamente pelo Spotify, o Próxima Parada conta com a colaboração da nossa rede de correspondentes locais dos bairros periféricos da Grande São Paulo. Para ouvir o episódio, basta clicar neste link do programa e se cadastrar gratuitamente no aplicativo.

De segunda a sexta-feira, sempre no final da tarde, um novo episódio fica disponível. Ali, os apresentadores e repórteres Gabriela Carvalho e Rômulo Cabrera contam histórias, analisam fatos e apontam possíveis soluções para as demandas das quebradas. A produção é da Halitane Rocha, a edição de som da Pammela Gentil, a distribuição nas redes sociais da Ingrid Fernandes e coordenação geral do podcast é do Vagner de Alencar.

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.