Agência Mural e Abraji falam sobre Acesso à Informação no Redação Aberta

O segundo encontro do Redação Aberta, um espaço de oficinas onde jornalistas e cidadãos discutem diversos assuntos relacionado ao jornalismo e seus territórios, aconteceu na quarta-feira (27), na Casa do Povo. A editora da Agência Mural, Priscila Pacheco e Marina Atoji, responsável pela área de Acesso à Informação da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), foram as convidadas da noite.

Priscila Pacheco e Marina Atoji durante encontro do Redação Aberta (Divulgação)

O tema do encontro foi “O que a Lei de Acesso à Informação pode fazer por você?”. Desde 2012, todo mundo pode pedir acesso a documentos públicos ao governo graças à Lei de Acesso à Informação (LAI). De lá pra cá, a norma já foi utilizada mais de 17 mil vezes por repórteres e veículos de informação, segundo contagem da Controladoria-Geral da União, revelando irregularidades, casos de corrupção e detalhes sobre acordos assinados, por exemplo.

Receba nossa newsletter!

Durante o evento, os participantes tiraram dúvidas, pediram dicas, foi possível entender a importância da lei, trocar experiências da utilização da LAI e saber dos direitos como cidadãos em ter acesso e cobrar transparência dos dados públicos.


Confira algumas reportagens da Agência Mural que utilizaram a LAI:

Mais de 20 cidades da Grande São Paulo dificultam acesso à informação pública

Com vãos até 4 vezes maiores do que o ideal, CPTM tem mil quedas em 1 ano

Subprefeituras somam gastos de R$ 752 mil por mês com aluguel

Cíntia Gomes

Jornalista, cofundadora, editora de comunicação organizacional e correspondente do Jardim Ângela desde 2010. Casada, é filha de uma mineira e um capixaba, irmã de um carioca e uma paulistana. Como boa escorpiana, é desconfiada, decidida e curiosa. Ama dançar e comer doces.

Jardim Ângela, São Paulo

Comentários