• Informações apuradas pela Agência Mural por meio de dados e entrevistas, buscando ouvir todos os lados envolvidos e seguindo nossa linha editorial.
    Notícia

Agência Mural e Spotify lançam Próxima Parada, podcast diário sobre as periferias

Programa amplia a cobertura sobre os mais diversos temas nas quebradas do Brasil e, em especial, da região metropolitana de São Paulo

Mas, afinal, o que são as periferias? Quem são as pessoas que vivem nessas zonas urbanas? E o que acontece por lá? Essas e outras questões são assuntos do novo podcast Original Spotify Próxima Parada, um programa jornalístico diário com notícias do dia a dia que circulam pelas periferias do Brasil e, em especial, da região metropolitana de São Paulo.

Com uma cobertura mais conectada à realidade de áreas distantes dos centros econômicos, o podcast tem apresentação dos jovens jornalistas Ana Beatriz Felicio, 24 e Rômulo Cabrera, 30, residentes de Carapicuíba e Suzano, na Grande São Paulo, respectivamente, e estreia na segunda, 28 de junho, grátis, só no Spotify. 

“As periferias são locais diversos, plurais, repletos de boas histórias. Queremos ampliar a voz de quem mora nessas regiões, praticando uma escuta ainda mais atenciosa sobre o que eles têm a dizer e compartilhar”, comenta Ana Beatriz.

“É mais uma oportunidade para reforçarmos o protagonismo dos moradores das quebradas, contribuindo para reduzir os preconceitos sobre esses bairros e desconstruir os estereótipos de violência, exclusão e vitimização associados às periferias”, completa Rômulo. 

De forma descomplicada e com episódios de 15 minutos, Próxima Parada apresenta histórias, notícias e relatos sobre os mais diversos temas, como educação, emprego, saúde, segurança, habitação, cultura e lazer, e conta com a participação da rede de correspondentes da Agência Mural de Jornalismo das Periferias, formada por mais de 70 profissionais da comunicação que vivem nas periferias.

Os episódios da semana de estreia apresentam um papo com o poeta Sérgio Vaz no extremo sul de São Paulo; enquanto que, na zona leste, jovens LGBTs contam como é lidar com a falta ou a presença de centros de acolhimentos. Já em Cotia, na Grande São Paulo, moradoras narram a dificuldade para realizar a laqueadura, cirurgia que promove a esterilização definitiva da mulher.

Ana Beatriz Felicio, Vagner de Alencar, Gabriela Carvalho e Rômulo Cabrera | Divulgação/Spotfy

“Estamos muito felizes com uma parceria que acredita e que amplifica o jornalismo feito pelas e para as periferias. Um jornalismo que, no final, contribui para aumentar o tamanho da metrópole paulista que você achava que conhecia”, diz Vagner de Alencar, diretor de jornalismo da Agência Mural.

Com o lançamento de Próxima Parada, o Spotify reforça seu apoio a podcasters de comunidades sub-representadas, assim como faz no Sound Up, desenvolvido para descobrir novos talentos, vozes, histórias e perspectivas em podcasting.

O projeto de aceleração gratuito voltado para jovens negros ou indígenas, entre 18 e 30 anos de todo Brasil, continua em curso e tem cinco participantes vencedores na edição 2020/2021.

Além disso, o Spotify também criou o hub exclusivo Pretos no Topo para ampliar a visibilidade da obra e da arte de criadores negros: tem a playlist Pretos no Topo com vídeos exclusivos; playlists criadas por 17 dos grandes artistas da música negra, como Elza Soares, Emicida, IZA, Karol Conká, Ludmilla, entre outros; a seção Existe um Futuro Preto, com playlists especiais de Taís Araújo, Tia Má, Hélio de la Peña, Ana Paula Xongani, entre outros; e as coleções de podcasts Pretos de Impacto, que destaca personalidades negras de diferentes áreas de atuação, e Escurecendo as Ideias, com o objetivo de ser uma ferramenta de desenvolvimento de uma consciência anti-racismo

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Grande São Paulo

Comentários