APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

DOE MENSALMENTE PELO CATARSE

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
Acontece Mural

Agência Mural marca presença em congresso​s​ de Jornalismo Investigativo e de Educação

Image

Por Cíntia Gomes | 15.07.2017

Publicado em 15.07.2017 | 17:27 | Alterado em 22.11.2021 | 16:43

Ao longo de quatro dias​,​ correspondentes da Agência Mural participaram do 1° Congresso de Jornalismo de Educação da Jeduca (Associação de Jornalistas de Educação) e do 12° Congresso de Jornalismo Investigativo da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), realizados na Universidade Anhembi Morumbi, zona sul de São Paulo.

Nos dias 28 e 29 de junho, o muralista Raphael Preto, correspondente da Vila Guilherme​,​​ esteve no Congresso da Jeduca que teve 17 mesas, debates e oficinas, com participantes de cinco países, que abordaram temas do Ensino Infantil ao Superior.

“​Tinha jornalistas de várias regiões da América Latina e atividades sobre fiscalização de orçamento e pesquisa de dados relacionados à educação para melhorar a cobertura do tema realizada pela imprensa”, explica.

1° Congresso de Jornalismo de Educação da Jeduca (Foto: Divulgação)

1° Congresso de Jornalismo de Educação da Jeduca (Foto: divulgação)

Já entre os dias 29 de junho e 1​º​ de julho​ ocorreu o Congresso da Abraji. Desde a 7ª edição, a entidade convida integrantes da Agência Mural para participar das atividades.

Este ano, duas muralistas, Cíntia Gomes, correspondente do Jardim Ângela​,​ e Priscila Pacheco, correspondente do Grajaú, foram conferir o Congresso que ofereceu ao menos 70 palestras, paineis e cursos práticos na área.

Priscila conta que nesta edição teve a oportunidade de participar de um curso de programação em Python específico para jornalistas​. A ferramenta permite trabalhar com grandes bases de dados que não são suportadas pelos sistemas de planilhas.

“Ter aulas como esta​s​ em um congresso que reúne jornalistas profissionais e estudantes é essencial para aprimorar as nossas habilidades de apuração jornalística”, afirma.

A grade contou com outros cursos para trabalhar melhor com dados e apresentou temas diversos por meio de atividades simultâneas.

“Enquanto Álvaro Justen, desenvolvedor de softwares na Escola de Dados e programador no projeto Gênero e Número, nos ensinava Python, outros ambientes falavam sobre livro-reportagem, curadoria de newsletters, novos negócios e muito mais”, completa Pacheco.

Durante o curso de programação em Python na 12ª edição do Congresso da Abraji

Durante o curso de programação em Python na 12ª edição do Congresso da Abraji (Foto: Alice Vergueiro/Abraji)

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.