APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
32xSP

Campanha de vacinação contra a gripe começa no dia 23 de março

Inicialmente, idosos e profissionais da saúde devem se vacinar; farmácias também fornecerão a vacina, que não protege contra o COVID-19

Image

Por: Redação

Publicado em 20.03.2020 | 22:54 | Alterado em 20.03.2020 | 22:54

Tempo de leitura: 2 min(s)

Começa nesta segunda-feira (23) a campanha nacional contra a gripe (Influenza) que aconteceria na segunda quinzena de abril e foi antecipada devido ao novo coronavírus. 

A vacina não protege contra o COVID-19, mas é uma estratégia para diminuir a quantidade de pessoas com gripe neste outono e inverno, que poderiam justamente serem casos suspeitos do novo vírus.

LEIA MAIS
– Subprefeituras avisam lojistas sobre fechamento do comércio
– Temendo contaminação, atendentes de call center protestam em SP

Image

Vacinação não protege contra COVID-19, mas pode ajudar excluindo casos suspeitos (Léu Britto/32xSP)

O governo federal solicitou 75 milhões de doses da vacina, que são produzidas pelo Instituto Butantã. De acordo com o governo estadual, essa será a maior campanha de vacinação contra gripe já realizada na área pública.

Inicialmente, idosos e profissionais da saúde deverão tomar a vacina. Gradativamente, ela será disponibilizada para os seguintes grupos: 

• Crianças de seis meses a cinco anos de idade (cinco anos, 11 meses e 29 dias);
• Gestantes;
• 
Puérperas (até 45 dias após o parto);
• 
Professores das escolas públicas e privadas;
• 
Povos indígenas;
• 
Grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;
• 
Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
• 
População privada de liberdade;
• 
Funcionários do sistema prisional;
• 
Forças de segurança e salvamento.

Em entrevista coletiva realizada na última sexta-feira (20), o governador João Doria (PSDB) informou que, para evitar o congestionamento nos posto de saúde, firmou uma parceria com a Associação Brasileira de Farmácias e Drogarias para que a população também possa ser vacinada contra a influenza em 1.000 farmácias da capital a partir de 13 de abril.

De acordo com o político, essa medida poderá ser adotada por outras cidades do estado.

VACINAÇÃO SEGURA PARA IDOSOS

Vale lembrar que a recomendação é de que idosos permaneçam em casa, já que fazem parte do grupo de risco do COVID-19.

A Prefeitura informou que para atender atendê-los com o menor risco de contágio, serão montadas salas exclusivas para vacinação em local reservado nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), para que não haja contato com os demais pacientes. Além de realizar a vacinação em escolas e grandes conjuntos habitacionais. 

Em 9 de maio, será realizado o dia “D” de mobilização nacional de vacinação contra a Influenza. A campanha está prevista para seguir até o dia 22 de maio.

***

Coronavírus: veja o que funciona ou não nas subprefeituras

receba o melhor da mural no seu e-mail

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.