APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
Notícias

Coletivo promove transformação social através do audiovisual em São Mateus

Image

Por: Redação

Publicado em 07.02.2017 | 13:15 | Alterado em 07.02.2017 | 13:15

Tempo de leitura: 2 min(s)

Criado em 2004, a partir da iniciativa de Geisson Silva, 29, o  coletivo Cinemateus atua no campo sociocultural do distrito de São Mateus, utilizando o audiovisual como ferramenta de transformação da realidade de jovens da região, através do ensino das técnicas audiovisuais, produção de conteúdo para mídias sociais e exibição de filmes.

Silva, à época com 16 anos e estudante de escola pública, decidiu elaborar um trabalho escolar no formato audiovisual a respeito do racionamento de água. Sem o apoio da direção da escola, o adolescente mobilizou outros jovens e articulou de forma independente a realização do curta-metragem “Riqueza”, que retratava as dificuldades de uma comunidade onde a água era escassa. Foi a partir desta iniciativa que surgiu o Cinemateus.

“Hoje, o coletivo tem uma diversidade de projetos, e sempre tivemos uma boa aceitação e envolvimento dos jovens. Creio que por ser feito de jovem para jovem, adotando a mesma linguagem e, principalmente, respeitando e compreendendo que todos têm potencial para realizar seus sonhos e contribuir com a mudança em sua comunidade”, conta Silva, educador e empreendedor social.

Image

Dia de encontro do coletivo Cinemateus/ Crédito: Acervo Cinemateus

Dentre os projetos realizados pelo Cinemateus está o “Em Cena”, que proporciona formação técnica dentro do universo audiovisual e tem como tema transversal a identidade. Segundo o idealizador, a partir desse tema são trabalhadas questões sociopolíticas que provoquem a reflexão dos jovens para a construção da sua própria identidade, além de refletirem sobre o tema nos recortes de identidade de gênero e diversidade, do papel feminino na periferia e a identidade do negro nas comunidades.

Além dos projetos, o coletivo promove desde 2011 a campanha social “Sem Camisinha Não Rola”, realizada com o apoio da Prefeitura de São Paulo, que informa a juventude sobre a importância do uso de preservativo para prevenir gravidez e doenças sexualmente transmissíveis. O curta-metragem “Qual é? Sem Camisinha Não Rola!”, produzido pelos participantes do coletivo, tem mais de 23 milhões de acessos no YouTube. Segundo o Observatório Cidadão, no distrito de São Mateus ocorreram 287 partos de jovens até 19 anos. Além disso, a região não possui nenhum equipamento cultural públicos, nenhum cinema e nenhum teatro, estando entre os piores distritos da cidade nesses quesitos.

O coletivo também incentiva seus participantes a atuarem localmente e a participarem ativamente da transformação local. “A juventude precisa se apropriar e se enxergar como dona de sua própria história, contribuindo com importantes tomadas de decisões de sua realidade em seu território”, comenta Geisson.

Para Vitor Silva do Prado, 18, a iniciativa teve grande impacto em sua realidade. Morador de São Mateus, conheceu o Cinemateus na escola e participou de um curso promovido pelo “Em Cena”. “Através das aulas, pude conhecer o lado bom do meu bairro, culturas, costumes e opiniões diferentes e isso ajudou a ser mais sociável e comunicativo. Pude perceber a riqueza da transmissão de informações positivas”, lembra. O curso proporcionou novas oportunidades ao jovem, que conseguiu seu primeiro emprego através dele. “No local onde trabalho, na área de tecnologia da informação, tiro fotos, gravo e edito vídeos com o conhecimento que ganhei no projeto “Em Cena”, diz.

Foto: meibas7/ Flickr

receba o melhor da mural no seu e-mail

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.