APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
32xSP

Conselhos participativos definem propostas para orçamento de SP em 2021

Meio ambiente, saúde, transporte e zeladoria urbana foram os temas mais sugeridos pela população para inclusão no projeto de lei orçamentária anual

Image

Por: Redação

Publicado em 30.06.2020 | 15:16 | Alterado em 30.06.2020 | 15:16

Tempo de leitura: 2 min(s)
Image

(Crédito: Magno Borges/32xSP)

São Paulo está em processo de definição da Lei Orçamentária Anual para 2021. Ao todo, serão sete etapas, realizadas virtualmente devido à pandemia do coronavírus. A primeira delas, que ocorreu entre 16 e 31 de maio, recolheu propostas da população sobre melhorias na cidade.

A segunda etapa foi a sistematização das propostas por parte da Prefeitura. Ao todo, foram recebidas 3.519 propostas nas 32 subprefeituras da capital, em diversas áreas temáticas.

As subprefeituras com mais contribuições foram: Campo Limpo (17,6%), Butantã (9%), Lapa (7,4%), Aricanduva/Formosa/Carrão (6,6%) e São Mateus (5,9%).

Já os temas com maior número de sugestões foram: meio ambiente (com 12,9% das propostas), saúde (9,9%), transportes e mobilidade (8,7%) e zeladoria urbana/melhorias de bairro (7,8%).

“Na Subprefeitura Lapa, a participação foi expressiva: com 261 sugestões, foi a terceira maior entre as 32. E, dessas 261, cerca de 90 foram referentes à saúde, o tema de longe com a maior demanda”, comenta Toni Zagato, conselheiro participativo da região.

Zagato diz que, dentre as 261 sugestões na área da saúde, a reabertura integral do Hospital Central Sorocabana, na Lapa, foi a maior demanda. “Com isso, a população fortalece a reserva de verba para o projeto executivo e reforma completa [da unidade] no Orçamento de 2021”.

Você pode consultar os temas em cada subprefeitura e as propostas enviadas aqui.

TERCEIRA ETAPA

Até o dia 4 de julho, fica sob responsabilidade dos 32 Conselhos Participativos Municipais a terceira etapa, que é a priorização das melhores propostas dos munícipes.

Cada conselho pode escolher e enviar até 15 propostas, competentes às suas respectivas regiões de atuação, para a próxima etapa – que é a votação popular (também a ser realizada virtualmente).

De acordo com Carolina Borges, conselheira participativa da Vila Mariana, os conselheiros podem ajustar textos e juntar propostas enviadas pelos munícipes para que elas fiquem mais completas e coerentes.

“Essa alteração aconteceu porque eu entrei em contato com a Secretaria da Fazenda, responsável pelo processo atual, e sugeri que fosse feita essa adequação no protocolo. Outro conselheiro da Vila Mariana participou com mais argumentos e exemplos, e nossa solicitação foi acolhida”, diz.

O 32xSP vai continuar abordando os etapas do orçamento anual e as propostas definidas pelos conselhos participativos municipais. Para ver mais informações sobre as etapas e o calendário do Projeto de Lei Orçamentária Anual de 2021, clique aqui.

***

Audiências públicas da lei orçamentária de 2021 serão online; participe

receba o melhor da mural no seu e-mail

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.