APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

DOE MENSALMENTE PELO CATARSE

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
Sobre-Viver

Favela do Colombo, na zona sul de SP, produz e distribui máscaras no combate à Covid-19

Projeto Fazendinhando atua com ações culturais na comunidade e tem direcionado forças para evitar propagação do coronavírus

Image

Por: Redação

Notícia

Publicado em 28.05.2020 | 18:43 | Alterado em 02.06.2020 | 12:32

RESUMO

Projeto Fazendinhando atua com ações culturais na comunidade e tem direcionado forças para evitar propagação do coronavírus

Tempo de leitura: 2 minutos

A costureira Alda Leite costuma criar fantasias infantis, mas com a pandemia, a demanda foi por máscaras para a favela do Colombo, onde ela mora. “Larguei tudo para fazer”, diz. 

Alda faz parte do projeto Fazendinhando, na Favela do Colombo, comunidade que é anexa a Paraisópolis, na zona sul de São Paulo. O projeto produziu 500 mil máscaras junto com outras oito favelas na cidade, como Heliópolis, Sapopemba, São Remo e Vila Guaraciaba. 

Na comunidade do Colombo vivem cerca de 5.200 famílias, com média de seis pessoas por casa. Segundo Ester Carro, coordenadora do projeto, a iniciativa foi pensada para gerar renda às costureiras e colaborar na proteção dos moradores. 

Nas últimas semanas, por recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde), as máscaras são itens essenciais nas ruas.

Em São Paulo, um decreto do governador João Doria (PSDB), em 7 de maio, obriga o uso. Além de se proteger contra o vírus, ao usar a máscara, as pessoas também impedem a transmissão da Covid-19 aos demais, caso esteja com a doença e ainda não saiba.  

< >

Ester é arquiteta e ativista urbana @Léu Britto/Agência Mural

Erick Luan é diretor financeiro do Fazendinhando @Léu Britto/Agência Mural

Kamila Bianca trabalha como assistente de produção na produtora Preta Portê Filmes @Léu Britto/Agência Mural

Cintia Richele é voluntária das ações nas comunidades @Léu Britto/Agência Mural

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.