APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
Notícias

Frio é mais intenso em Parelheiros do que em outros locais da cidade

Alta concentração de vegetação é responsável por isso.

Image

Por: Redação

Publicado em 09.08.2016 | 18:31 | Alterado em 09.08.2016 | 18:31

Tempo de leitura: 2 min(s)

Basta entrar uma nova frente fria para os moradores do bairro de Parelheiros, localizado na subprefeitura de mesmo nome, na zona sul, senti-la rapidamente. Acostumados a conviver com um frio maior em relação a outros pontos da cidade, a explicação pode estar na grande cobertura vegetal presente no extremo sul da capital paulista.

Dados do CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências) – órgão municipal que mantém estações meteorológicas em cada uma das subprefeituras da cidade – confirmam essa diferença. A tarde de 21 de junho, por exemplo, foi a mais do ano.  A capital paulista registrou 13,7ºC de média. Em Parelheiros, a temperatura chegou a 11,5ºC. Na madrugada de 13 de junho, os termômetros marcaram apenas 0,8ºC no bairro, a terceira menor da cidade naquele momento.

“As diferenças mais drásticas que eu noto são em relação aos bairros centrais, como República e Sé”, diz o estudante de engenharia William Camargo, 22, que atribui às baixas temperaturas à área verde que cobre o bairro e à proximidade dele com a Serra do Mar.

A vendedora Janaina Marques, 22, mora em Parelheiros desde que nasceu e também sente mais frio em seu bairro do que em outros que frequenta, como Santo Amaro e Itaquera, na zona leste. “Acho que aqui é mais frio por causa das represas, cachoeiras e da área verde que temos”, diz.

A opiniões dos moradores é corroborada pela meteorologista Josélia Pegorim, da Climatempo. “A vegetação e o fato da estação do CGE de Parelheiros estar na zona sul da cidade, são condições que fazem com que a temperatura naturalmente já seja menor em relação a outras áreas da capital”, assegura.

“Parelheiros realmente difere geograficamente dos demais bairros da capital paulista. Tem uma altitude média entre 780m e 800m. Está muito próximo da Serra do Mar, portanto da Mata Atlântica, que é sempre muito úmida e fria”, informa a CGE.

Segundo últimos dados do Observatório Cidadão, da Rede Nossa São Paulo, a região contava, em 2014, com 341,44 metros quadrados de área verde por habitante, a maior da capital. Na outra extremidade do ranking aparece a Cidade Ademar, também na zona sul, com 0,77 metros quadrados por habitante.

De acordo com o estudo “Impactos Antrópicos no Clima da Região Metropolitana de São Paulo”, realizado por professores da USP (Universidade de São Paulo) e publicado pela Rede Nossa São Paulo, a urbanização colaborou para o aumento das temperaturas no período de 1936 a 2005.

Embora urbanizado, Parelheiros conta com a menor densidade demográfica da cidade, de acordo com dados divulgados pela prefeitura em 2010. São 353,5 km² de área total para 139 mil moradores. Quase 15% (51 km²) do território do bairro é composto por área verde, segundo o Observatório Cidadão.

“Quando está frio a situação fica cruel por aqui. Não há quem aguente (risos)”, diz Janaina, bem-humorada. O inverno só termina no dia 23 de setembro.

receba o melhor da mural no seu e-mail

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.