APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
32xSP

Movimento de moradia abandona audiência sobre plano orçamentário

Moradores reclamam de descaso e falta de representatividade. Evento ocorreu nesta terça-feira (17), na Prefeitura Regional da Sé, no centro da capital paulista

Image

Por: Redação

Publicado em 19.07.2018 | 14:50 | Alterado em 19.07.2018 | 14:50

Tempo de leitura: 3 min(s)
Image

Auditório da Prefeitura Regional da Sé praticamente vazio após a saída das pessoas que integram o movimento de moradia (João Paulo Brito/32xSP)

Cerca de 50 pessoas que fazem parte do Movimento de Moradia na Luta por Justiça (MMLJ), filiado à Frente de Luta por Moradia (FLM), abandonaram a audiência pública na Prefeitura Regional da Sé, nesta terça-feira (17), onde se discutia o planejamento orçamentário municipal. O motivo alegado foi “descaso” e “falta de representatividade” no evento.

Durante seu tempo de fala, Ivaneti Araújo, 45, coordenadora do FLM, criticou a falta de divulgação da reunião e convocou os demais membros do grupo a se retirarem da sessão.

A líder popular, que também integra o Conselho Regional da Saúde Centro e o Conselho do Orçamento Participativo, afirmou que, além dela, todas as demais pessoas que a acompanhavam foram informadas sobre a audiência apenas 40 minutos antes dela começar.

LEIA MAIS
– Moradores do Campo Limpo cobram por habitação em audiência
– Novo coordenador do Conselho Participativo rejeita aumentar representação popular

“Eu acho uma falta de respeito. Não é válida esta audiência pública para discutir um orçamento que é de tanta valia. Não concordo”, ressaltou Ivaneti, que pretende abrir uma representação no Ministério Público de São Paulo caso a audiência não seja barrada.

“Temos que sair daqui com proposta de convidar as pessoas que realmente querem transformar a cidade de forma digna como ela merece”, completou, frisando que as principais pessoas que discutem os temas da região não estavam presentes.

O 32xSP filmou a saída do grupo aos gritos de: “Parem de tratar a gente feito lixo. Somos seres humanos. É a gente que constrói essa cidade”. Assista ao vídeo:

O auditório que havia atingido lotação máxima de cerca de 70 pessoas ficou praticamente vazio após o levante. Nove das doze pessoas que restaram no espaço faziam parte da equipe da Prefeitura Regional da Sé.

Em resposta, a equipe de comunicação da Prefeitura Regional da Sé alega que a data da audiência foi divulgada no portal do órgão e em suas redes sociais, assim como nos diversos conselhos que participam das discussões relacionadas a temas do município.

“Tudo que nós fazemos, todas as ações, todos os esclarecimentos estão na página [da Prefeitura Regional] do Facebook e no portal da Prefeitura. Nós temos uma limitação agora por conta do semestre eleitoral, devido a isso algumas informações não podem ser publicadas na página oficial da Prefeitura, mas no Facebook da Prefeitura Regional todas as nossas ações estão lá”, explica a porta-voz.

Image

Eduardo Odloak (em pé), prefeito Regional da Sé apresenta as diretrizes para as discussões da Lei Orçamentária (João Paulo Brito/32xSP)

LUTA POR MORADIA

A Frente de Luta por Moradia é um dos principais e mais articulados movimentos populares de luta por habitação em São Paulo. O Movimento de Moradia na Luta por Justiça, filiado à FLM, tem três ocupações no centro com mais de 800 famílias, de acordo informações em seu site.

LEIA MAIS
Veja chapas que disputam eleição para o Conselho Municipal de Habitação

De acordo com a Secretaria Municipal de Habitação, a capital paulista possui um déficit de 358 mil moradias e reconhece que cerca de 830 mil famílias vivem em assentamentos precários.

AUDIÊNCIAS ORÇAMENTÁRIAS

Até o dia 26 de julho, a Secretaria da Fazenda está realizando audiências públicas para discutir sugestões relacionadas à lei orçamentária da cidade para o ano de 2019.

Cada uma das 32 prefeituras regionais da capital receberá uma reunião aberta para tratar sobre a Proposta de Lei Orçamentária Anual (PLOA). Qualquer morador poderá comparecer e expor dúvidas, opiniões e propostas sobre onde e como a Prefeitura pode investir o dinheiro da cidade.

O que você sabe sobre a Sé?

receba o melhor da mural no seu e-mail

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.