APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

DOE MENSALMENTE PELO CATARSE

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
Pode crer

MURAL 6 ANOS: Personagens inspiradores que mostram a diversidade na vida nas periferias

Image

Publicado em 22.11.2016 | 13:36 | Alterado em 22.11.2021

RESUMO

Do cantor na linha do trem às orações de uma centenária, segundo dia traz top 6 de perfis emocionantes

Tempo de leitura: 2 minutos

Adailson dos Santos equilibrando um botijão vazio na Avenida Marechal Tito, na zona leste — Foto: Vander Ramos, correspondente do Itaim Paulista

Na sequência da semana de comemorações pelo primeiro post publicado no blog Mural, há seis anos, a Agência Mural de Jornalismo nas Periferias traz seis perfis com histórias emocionantes espalhadas pela Grande São Paulo. Reveja personagens que você deve conhecer e que mostram um pouco da vida nas nossas periferias.

1º) A primeira parada é na linha 7-Rubi, onde a música ajuda a amenizar a dureza do dia a dia

“A Linha 7-Rubi, liga Luz-Jundiaí”, a rima cantada dentro do trem da CPTM foi a forma que Thiago Rodrigues usou para narrar as dificuldades e o cotidiano de quem enfrenta o desafio do trajeto entre o centro da capital e a região norte da Grande São Paulo.

Passageiro da CPTM cria música que retrata cotidiano dos trens

2º) Depois do trem, que tal passar no ‘restolanche’?

Tião está todos os dias na Praça Padroeira do Brasil, em Osasco, e enfatiza: “Cachorro-quente não engorda, ele estufa”. É com o bom humor que o senhor de 68 anos ganha a vida e é um dos vendedores mais procurados da cidade considerada a capital do hot-dog.

Passageiro da CPTM cria música que retrata cotidiano dos trens

3º) Hora de se equilibrar na zona leste

Quem passar pelo jardim Helena, na zona leste de São Paulo, não deve estranhar se ver um senhor com um botijão de gás na cabeça. O equilibrista é Adailson Barbosa dos Santos que usa as ruas do bairro para mostrar sua arte.

Passageiro da CPTM cria música que retrata cotidiano dos trens

4º) Tia Eva faz a bola rolar na Baixada do Glicério

Ex-empregada doméstica, Tia Eva não entendia muito de futebol, mas desde os anos 1980 a ex-empregada encontrou na bola um meio de atuar junto às crianças da região central. Vinda do interior de São Paulo, ela está desde os 12 anos na capital e foi empregada doméstica antes de começar a Comunidade Esportiva Novo Glicério.

Passageiro da CPTM cria música que retrata cotidiano dos trens

5º) Ainda na zona leste, a poesia levou um rapper a disputar uma Copa do Mundo

Lucas Afonso pensava em ser jogador de futebol, mas foi a poesia falada, o chamado Slam que o levou à França para disputar uma Copa do Mundo de Poesia falada em 2016. Em Paris, o artista decidiu tratar de temas sensíveis como os refugiados. “É preciso responsabilidade com a palavra, porque a gente não sabe o tamanho da consequência que isso tem”.

Passageiro da CPTM cria música que retrata cotidiano dos trens

6º) Para fechar, as orações de Dona Chica

Na casa dos 101 anos, Maria Robles Remédio mora em Guarulhos, na Grande São Paulo, onde é procurada por sua fé e com pedidos para benzer crianças. Católica, dona Chica, como é conhecida, aprendeu a rezar desde criança e não deixa o terço de lado.

Passageiro da CPTM cria música que retrata cotidiano dos trens

Da Redação

Leia também o primeiro post da semana de comemorações MURAL 6 ANOS: Imagens das periferias que marcaram a nossa história

Republique

Faça com que essa história chegue para mais pessoas.

Republique o nosso conteúdo gratuitamente.

Regras:

Os títulos podem ser modificados desde que não mude o contexto;

Os textos devem ser publicados como estão na versão original, sem edição ou cortes;

Todas as republicações devem dar crédito para a Agência Mural e também os créditos dos profissionais envolvidos em sua produção, conforme aparece na publicação original;

As fotografias e outras imagens/artes podem ser republicadas com os devidos créditos;

Os vídeos republicados não devem passar por nenhum tipo de edição, devem conter os créditos da Agência Mural; para transmissão na TV, é preciso enviar um pedido para contato@agenciamural.org.br.

Reportagens publicadas no site www.agenciamural.org.br não podem ser revendidas.

Se possível, os materiais republicados devem mencionar o perfil da Mural nas redes sociais.

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.