Muralista da Jova Rural é homenageada na 1ª edição do ‘Cultura de Fibra’

No dia 25 de março, aconteceu a primeira edição do projeto “Cultura de Fibra” na Fábrica de Cultura Jaçanã, que celebrou o Dia Internacional da Mulher homenageando nove mulheres da zona norte.

Aline Kátia Melo, correspondente da Jova Rural na Agencia Mural e co-fundadora do coletivo Nós, mulheres da periferia, foi uma das homenageadas da noite.

Receba nossa newsletter!

“Recebi o convite por ser considerada “líder de voz” que constrói histórias e ações significativas de empoderamento feminino local. Essa homenagem é o reconhecimento do jornalismo de qualidade que realizamos ao escrever sobre os nossos bairros tanto na Agência Mural como no coletivo Nós, mulheres da periferia”, conta Aline.

1ª edição do Cultura de Fibra

De acordo com a organização do evento, as mulheres que ocupam posições diversificadas aumentaram de maneira significativa sua representatividade no cenário político, sociocultural, nas relações de trabalho e espaços de decisão. Para garantir pluralidade e democracia é preciso ceder voz às mulheres, ou seja, se não há espaços de voz, não há pluralidade apenas com a representação de um único grupo.

O evento reuniu mulheres de Jaçanã e Tremembé, exibiu o documentário Nós, Carolinas, do coletivo Nós Mulheres da Periferia e ao final presenteou as homenageadas com um artesanato produzido pela artista Cleide Toledo.

Comentários