APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

[email protected]

Agência de Jornalismo das periferias
32xSP

O que abre (ou não) na quarentena em São Paulo

Prefeitura prorrogou o período de quarentena na cidade de São Paulo até 22 de abril; veja lista de serviços que funcionam durante a medida

Image

Por: Redação

Publicado em 23.03.2020 | 19:20 | Alterado em 23.03.2020 | 19:20

Tempo de leitura: 2 min(s)

Seguindo a determinação do governo estadual, a Prefeitura de São Paulo prorrogou o período de quarentena na cidade até o dia 22 de abril. A medida teve início em 24 de março e, inicialmente, terminaria nesta terça-feira (7). O mesmo é válido para todos os 645 municípios de São Paulo.

A ação foi tomada para conter o avanço de casos do novo coronavírus no estado. Segundo a atualização mais recente do Ministério da Saúde, divulgada na segunda-feira (6), o estado de São Paulo tem 4.866 casos confirmados de covid-19 e 304 óbitos pela doença.

Conforme projeção do Instituto Butantan e da Secretaria de Estado da Saúde, a prorrogação da quarentena pode evitar 166 mil óbitos em todo o estado de São Paulo, além de 630 mil hospitalizações e 168 mil internações em UTIs.

O QUE FUNCIONA NA QUARENTENA

Durante o período de quarentena, continuam funcionando apenas os serviços considerados essenciais à população. Para isso, os estabelecimentos devem adotar medidas adicionas para o combate ao coronavírus: intensificar as ações de limpeza, disponibilizar álcool em gel aos clientes e divulgar informações sobre a Covid-19 e as medidas de prevenção.

• Indústrias;
• Hospitais e clínicas (inclusive as odontológicas);
• Farmácias;
• Supermercados e hipermercados;
• Açougues;
• Padarias (sem permitir o consumo no estabelecimento);
• Transportadoras;
• Armazéns;
• Postos de gasolina;
• Oficinas;
• Transporte público, táxis e apps de transporte;
• Pet shops;
• Bancas de jornais;
• Call center;
• Empresas de segurança privada, empresas de limpeza, manutenção e zeladoria;
• Bancos, lotéricas e correspondentes bancários;
• Restaurantes e lanchonetes podem atender apenas via delivery.

Atualização: Outros serviços foram listados como atividades essenciais, confira a lista completa aqui.

O cumprimento da quarenta continua sendo fiscalizado pelo Estado e também pelas subprefeituras de São Paulo.

CONFIRA:
Como denunciar comércios mantidos abertos durante a quarentena

receba o melhor da mural no seu e-mail

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.