Rolê na Quebrada: semana tem cinema, teatro e brechós pelas periferias

O mês de abril chegou com tudo e traz uma semana recheada de eventos.

A Agência Mural separou a nata dos rolês para que você aproveite a semana:

Receba nossa newsletter!

NORTE

Vila Guilherme
Veja Luz – Música
Percorrendo as sonoridades e territórios das noites paulistanas, cinco amantes de música se juntam e encontram no reggae as principais afinidades. Foi assim que formou-se, em Taboão da Serra, na Grande São Paulo, a banda Veja Luz.

O projeto apresenta uma proposta musical orgânica, que dialoga com diversas linguagens e estéticas. A banda fará uma série de oito shows pela cidade de São Paulo, em comemoração aos 10 anos de carreira.

Quando: Sábado (13) 17h
Onde: Casa de Cultura de Vila Guilherme – Casarão
Quanto: Gratuito

Cachoeirinha
Nouve – Música
Nascido e criado no bairro de Cajazeiras, em Salvador (BA), o rapper Nouve caminhou muito para desenvolver a própria arte. Ele costuma dizer que suas músicas são “uma trilha para novos dias que cantam que, sim, é possível sonhar e atravessar o mundo em busca do que a gente acredita”.

O primeiro EP, “Respirando a Arte”, produzido em São Paulo por Tiago Munhoz e DJ Willian, teve mais de 10 mil cópias vendidas diretamente nas areias de todo o Nordeste brasileiro. Com o disco, ele se apresentou em shows e festivais com grandes nomes do rap nacional como Emicida, Kamau, Rael, Max BO e MV Bill.

Quando: Quinta-feira (11) às 20h30
Onde: Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso fica na Avenida Deputado Emílio Carlos, 3641.
Quanto: Gratuito

SUL
Grajaú
Pancadão! – Teatro

A montagem “O “Pancadão!” O baile segue?” será realizada no Terreiro Do Útero, canto de arte e afeto. Realizado pelo  Núcleo Pele, grupo de teatro que está nas ruas do Grajaú, o espetáculo se passa em um bairro na periferia de São Paulo que organiza um ‘pancadão’ que já dura há 3 meses. Enquanto seguir o baile, o corpo de um morto continua pulando graças ao “tchu tchá tchá” que sai das caixas. E agora, “o baile segue ou segue não?” A decisão será coletiva.

Quando: Sábado (13) às 20h e Domingo (14) às 18h
Onde: Rua Irina Milchev Starbulov, 480
Quanto: Pago o quanto puder.

Grajaú
Reggando Vidas – Show
Com mais de 10 anos de carreira, prêmios no Brasil e no exterior e dois discos gravados, a Banda Alma Livre leva o show “Reggando Vidas” para o Centro Cultural Grajaú. Reggando Vidas” também é um projeto cultural e nasceu em meados de 2018 com o patrocínio da Prefeitura de São Paulo. Considerada uma promessa do reggae nacional, o grupo apresenta um show envolvente com canções como Paciência, O preço da paz, Sem hora pra voltar, I love you entre outras.

Quando: Sábado (dia 13) às 19h00H
Onde: Centro Cultural Grajaú, Rua Professor Oscar Barreto Filho, nº 252
Quanto: gratuito

LESTE
Mooca
Black Ball – Música
Se você quer dançar, então achou a festa certa. Black Ball completa cinco anos e o evento de comemoração terá um Especial anos 1990 e 2000, com os melhores sons e DJ’s. Dj Everton S, DJ Índio, DJ Kiko; Projeto Black do Bom: Dj Betão, Dj Cupim, Dj Douglinhas, Dj Flavio, Dj Sintonia,  Dj Marcelo Santos, Dj Flash & Dj Zhonny Zupper são algumas das atrações.

Quando: Domingo (14) às 15h
Onde: Mocidade Unida da Mooca, Rua Bresser, 2271
Quanto: 1kg de Alimento não perecível.

Peça “Quando eu Morrer, Vou Contar com Deus” (Tide Gugliano/O Bando)

Belenzinho
Quando Eu Morrer Vou Contar Tudo a Deus – Teatro Infantil
O grupo O Bonde tem a estreia do primeiro trabalho. A peça infantil tem dramaturgia, elenco, direção, instrumentistas, preparações e produção preta. Baseado numa história real, o espetáculo conta as aventuras de Abou, um menino africano que foi encontrado dentro de uma mala tentando entrar no continente europeu. Ao som de tambores e violão, quatro atores contam a história deste menino refugiado.

Quando: Sábados e Domingos 12h (Sábado e Domingo)
Onde: SESC Belenzinho, Rua Padre Adelino, 1000 – Belenzinho
Quanto: de R$6,00 a R$20,00

OESTE
Butantã
Feirão de Brechós da Vitrine Criativa – Feira
Organizado pela Vitrine Criativa, serão mais de 100 brechós, de 30 opções gastronômicas, bandas, serviços de beleza, intervenções artísticas. Roupas: usadas / customizadas / feitas a partir de retalhos. Acessórios: novos, usados e customizados. Tudo em ótimo estado.

Quando: Sábado e Domingo (dias 13 e 14) 11H
Onde: Vila Butantã, Rua Agostinho Cantu 47
Quanto: Gratuito

Butantã
Praia na Praça – Feira
“Bora aproveitar esse solzinho?” O Butantã recebe a segunda edição do Praia na Praça. O evento surgiu da necessidade de ocupar espaços e criar um movimento de economia solidária entre as mulheres. Haverá brechó, drinks, cerveja artesanal, comida vegana, arte e um sonzinho massa. Haverá exposições e microfone aberto. “Traga seu instrumento, sua poesia, sua performance pra somar. Estamos esperando vocês”.

Quando: Domingo (14) às 14h
Onde: Praça Elis Regina, Butantã.
Quanto: Gratuito

CENTRO
Festival Desbunde – Festival
O Festival Desbunde chega de salto alto em sua primeira edição, sambando na cara da sociedade careta. “A gente quer mostrar que a sexualidade, o deboche e o humor são ferramentas importantes de contestação e de afirmação. Tem espaço para todXs aqui”, promete o festival.

Haverá shows, performances, debates, oficinas e uma feira de produtos. A ideia é enfatizar a diversidade. “O Desbunde chega para ser um grito de vários corpos, dos mais diversos gêneros e com as mais diversas orientações. Um grito contra a caretice e contra as regras que servem de subterfúgio para calar toda uma população que merece seu espaço”.

Quando: Domingo (14) às 11h
Onde: Casa da Luz, Rua Mauá, 512
Quanto: R$10,80


Nega Duda – Música
Em homenagem a Clementina de Jesus (1901 – 1987), Nega Duda interpreta sambas, jongos e modas do repertório da “Rainha Quelé”. Clementina teve o talento para a música descoberto quando tinha mais de 60 anos de idade, na década de 1960 e, a partir dali, teve uma carreira consagrada gravando com grandes nomes da música brasileira. O show integra o projeto “É Samba Que Elas Querem!”. Dulcinéia Cardoso, conhecida como Nega Duda, nasceu em São Francisco do Conde (BA), o berço do samba de roda. Herdeira de uma tradição oral passada por sua avó, seu objetivo é divulgar o samba de roda do Recôncavo Baiano, um dos fundamentos do samba brasileiro.

Quando: Quinta-Feira (dia 11)
Onde: SESC Carmo, Rua do Carmo, 147 – Sé
Quanto: De R$6,00 a R$20,00

Santa Cecília
Cultura das Bordas ( 3ª Temporada) – Cinema
Produzida coletivo Ponta da Leste, criado por mulheres periféricas, a terceira temporada da websérie Cultura das Bordas agora abrange as demais regiões da cidade. O projeto que nasceu no Jardim Helena, zona leste, passa a documentar histórias de pessoas de todas as periferias da cidade de São Paulo.

Após a exibição, haverá uma roda de conversa com a diretora da websérie e com a MC Deyzerre, uma das entrevistas da terceira temporada. A proposta norteadora do projeto é criar um espaço de compartilhamento e valorização de histórias periféricas, feito a partir da construção narrativa e imagética de uma periferia viva e potente.

Quando: Sexta-Feira (dia 12)
Onde: Ação Educativa,Rua General Jardim, 660, Santa Cecília.
Quanto: Gratuito

GRANDE SÃO PAULO

Osasco
Slam Oz – Literatura
O Slam Oz anuncia o Slam Pavio Curto, nosso Slam de Curtinhas, poesias de até 15 segundos. O evento terá como premiação uma publicação de ‘Zine’ e vídeos pela ‘Monomito’ para os três primeiros colocados. Haverá ainda espaço para venda de zines, livros e cd dos poetas que colarem no slam. Oficinas para incentivar a escrita e publicações e uma carona para um retorno seguro até a estação de trem de Osasco.

Quando: Sexta-Feira (12) às 19h
Onde: SESC Osasco, Av. Sport Club Corinthians Paulista, 1300
Quanto: Gratuito

Taboão da Serra
Circo di SóLadies – Teatro
O espetáculo faz uma releitura de cenas clássicas, porém, sob uma perspectiva feminina, quando três palhaças decidem criar o próprio circo. Por meio do riso, do jogo cênico e do improviso, o grupo formado por mulheres – palhaças, atrizes, musicistas e pesquisadoras – propõe uma reflexão sobre o lugar da mulher não apenas no circo, mas também nas artes e na sociedade, e sobre a igualdade de gênero.

Quando: Sexta-Feira (12) às 16h
Onde: Arena Multiuso Taboão, Estr. Tenente José Maria Cunha, 185. Jd. Record.
Quanto: Grátis