• Informações apuradas pela Agência Mural por meio de dados e entrevistas, buscando ouvir todos os lados envolvidos e seguindo nossa linha editorial.
    Notícia

Terceira dose da vacina contra Covid-19 já está disponível para os idosos em São Paulo; tire suas dúvidas

Pessoas com mais de 80 anos que já tenham tomado a segunda dose há pelo menos seis meses podem receber o reforço vacinal

Desde o dia 15 de setembro, o Ministério da Saúde autorizou que estados e municípios se organizem para oferecer a terceira dose da vacina contra o novo coronavírus entre os idosos – a chamada dose de reforço. 

O assunto, porém, ainda deixa algumas dúvidas, como por exemplo quem já pode tomar, qual vacina está sendo oferecida e onde estão os postos de vacinação.

A Agência Mural preparou este guia para explicar como está funcionando a oferta da dose de reforço na capital paulista. Confira:

Quem já pode tomar a terceira dose?

A partir de segunda-feira (27), a dose de reforço estará disponível para todos os idosos com mais de 70 anos que tenham tomado a segunda dose ou a dose única há pelo menos seis meses e para os seguintes grupos:

  • Idosos acamados e/ou moradores de casas de repouso com mais de 60 anos, tal como os funcionários dessas instituições com mais de 18 anos também podem receber a dose.
  • Pessoas com mais de 18 anos e com alto grau de imunossupressão (sistema imunológico enfraquecido por causa de uma doença autoimune – como HIV/Aids-, ou por conta de tratamentos como quimioterapia e hemodiálise) que tenham tomado a segunda dose ou a dose única há pelo menos 28 dias, 
  • Moradores de aldeias indígenas maiores de 18 anos que tenham completado o calendário vacinal há pelo menos seis meses.
Pessoas com mais de 80 anos que já tenham tomado a segunda dose há pelo menos seis meses podem receber o reforço vacinal | Governo do Estado

Mulheres grávidas podem receber a terceira dose?

Neste momento não, mesmo que seja funcionária de uma instituição que trabalha com idosos ou tenha alto grau de imunossupressão. O mesmo se aplica a puérperas. Apenas quem deu à luz há mais de 45 dias pode receber a dose.

Qual vacina eu tomarei? Coronavac terá terceira dose?

Independentemente de ter sido vacinado com Coronavac, AstraZeneca ou Janssen, a terceira dose em idosos será feita com o imunizante da Pfizer.

Se não houver vacina da Pfizer no dia que eu for à UBS, posso tomar outra?

Sim. A prioridade é para o imunizante da Pfizer, mas caso ele esteja em falta será aplicada a vacina que estiver disponível, independente de qual tenha sido aplicada no primeiro ciclo vacinal.

Por que terei que tomar mais uma dose?

Para reforçar o sistema imunológico contra novas cepas, como a variante Delta, que já é predominante na cidade de São Paulo.

O que preciso levar para tomar a dose de reforço?

A Prefeitura de São Paulo pede que os idosos compareçam com documento de identificação, comprovante de residência e o cartão de vacinação contra a Covid-19.

Onde eu posso tomar a terceira dose?

Todas as UBSs, megapostos, drive-thrus e farmácias parceiras estão oferecendo a terceira dose. É possível consultar os endereços na página Vacina Sampa e no De Olho na Fila, onde também há informações sobre como está a procura em tempo real e qual o imunizante disponível na unidade.

Haverá “xepa” para a terceira dose?

Sim. As doses remanescentes já estão disponíveis para profissionais de saúde com mais de 18 anos que tenham tomado a segunda dose ou a dose única há pelo menos seis meses. Idosos com mais de 60 anos também podem se inscrever na unidade mais próxima. O chamamento será feito conforme a ordem da lista do local.

A primeira dose ainda está disponível?

Sim. Qualquer adolescente entre 12 e 17 anos pode tomar a primeira dose da vacina, tal como qualquer adulto com mais de 18 anos que ainda não tenha se vacinado.

Cléberson Santos

Jornalista, correspondente do Capão Redondo desde 2019. Trabalha com jornalismo esportivo para portais de notícias desde 2014, mas não sabe chutar uma bola.

Capão Redondo, São Paulo

Comentários