APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

DOE MENSALMENTE PELO CATARSE

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
Pode crer

Um site na régua

Portal da Agência Mural traz nova forma de se comunicar com público e marca 11 anos da cobertura das periferias, em especial da Grande São Paulo

Image

Opinião

Publicado em 22.11.2021 | 22:14 | Alterado em 22.11.2021

Tempo de leitura: 2 minutos

Foi na virada da meia noite de 23 para 24 de novembro de 2010 que saía a primeira reportagem de um blog na Folha sobre as periferias. Passados 11 anos, aquele trabalho inicial, voluntário, se transformou. Contou histórias, mostrou as quebradas de uma outra perspectiva, cobriu espaços pouco presentes na imprensa e agora chega a uma nova fase.

Nesta quarta-feira (24) a Agência Mural de Jornalismo das Periferias lança um novo site para cumprir melhor a nossa missão: fazer bom jornalismo sobre as bordas da Grande São Paulo, cobrir a falta de informações sobre essas regiões e quebrar os preconceitos que historicamente marcam as quebradas. Como os cortes de cabelo estilosos das quebradas, nosso site também está na régua.  

A celebração deste novo ano vem com o objetivo ambicioso de se aproximar ainda mais do nosso público, chegar mais perto dos jovens das periferias, de conversar sobre as notícias com uma nova configuração de editorias (que apresentamos a seguir), e de ampliar as possibilidades e o poder que o jornalismo pode fazer pelas periferias têm.

O que não muda é nossa essência e nossa missão. Seguiremos na linha de buscar combater a desigualdade social nas periferias, ir contra os rótulos e trazendo as histórias das quebradas feitas por quem vive nelas e sabe como é viver por aqui.

Essa nova forma só foi possível após um ano de muito trabalho e conversas por aqui sobre como poderíamos nos reinventar. Fazer tudo isso, em meio à maior crise da nossa história em termos sanitários, políticos e econômicos, foi desafiador. Foi um processo feito a várias mãos com um novo desenho e uma avaliação sobre o que as periferias querem e precisam saber.

Saindo da ideia de que são locais de carência e violência, de coitados e bandidos. A Mural mostra há 11 anos que é mais do que isso. São pessoas com voz e capacidade política.

São moradores que estão diariamente No Corre, em busca de driblar as dificuldades para conseguir grana para garantir alimento e fazer negócio dentro das suas próprias casas, por vezes. 

São pessoas que se desdobram para Sobre-Viver e precisam de condições de saúde, assim como são afetados pelos impactos no meio-ambiente.

Trabalham e vivem diariamente indo de Ponto a Ponto, pulando vãos para pegar o trem, saltando em ônibus lotados, pegando carro por App quando aceitam levar até a porta de casa. 

Também querem estudar e estudam, no ensino básico, médio, superior e pós-graduação e hoje são os professores que voltam para ensinar os seus – tudo isso Vale Nota? 

E cada vez mais são comunidades que têm voz política, defendem seus direitos, lutam contra o racismo, a lgbtfobia, e toda a forma de preconceito. Convidam que você Democratize-se. Tudo isso produzindo uma riqueza cultural e esportiva para um Rolê que faz a cidade ser o que é. 

Essas novas formas de comunicar nossas notícias vão ser enfatizadas ao longo dos próximos dias, meses e anos, ao longo da nossa cobertura. É um passo grande, mas convidamos você a nos ajudar a construir dia a dia esse jornalismo, Tijolo por Tijolo. Vamos nessa?

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Republique

Faça com que essa história chegue para mais pessoas.

Republique o nosso conteúdo gratuitamente.

Regras:

Os títulos podem ser modificados desde que não mude o contexto;

Os textos devem ser publicados como estão na versão original, sem edição ou cortes;

Todas as republicações devem dar crédito para a Agência Mural e também os créditos dos profissionais envolvidos em sua produção, conforme aparece na publicação original;

As fotografias e outras imagens/artes podem ser republicadas com os devidos créditos;

Os vídeos republicados não devem passar por nenhum tipo de edição, devem conter os créditos da Agência Mural; para transmissão na TV, é preciso enviar um pedido para contato@agenciamural.org.br.

Reportagens publicadas no site www.agenciamural.org.br não podem ser revendidas.

Se possível, os materiais republicados devem mencionar o perfil da Mural nas redes sociais.

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.