APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

DOE MENSALMENTE PELO CATARSE

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias

Por: Renan Cavalcante

Notícia

Publicado em 04.02.2022 | 22:12 | Alterado em 11.02.2022 | 16:11

Bairros das periferias da zona sul da cidade de São Paulo foram os mais afetados pela variante Ômicron no começo deste ano. É o que mostram os dados do TabNet, serviço da Prefeitura de São Paulo.

Na primeira metade de janeiro, os distritos da região registraram 32 mil casos – cerca de 9 mil a mais do que a zona leste, que registrou 23 mil casos no período.

A alta de casos desde a descoberta da nova variante voltou a ligar o sinal de alerta sobre a necessidade de manter medidas de proteção como uso de máscaras e lavar as mãos. Nesta sexta-feira (4), os hospitais da região metropolitana registravam mais de 70% de ocupação dos leitos para tratar da Covid-19.

Os registros, coletados até o dia 18 de janeiro, mostram que os três distritos com mais confirmações de Covid-19 foram Jardim Ângela com 4.093, Jardim São Luís com 3.833 e Grajaú com 3.747. Um total de 11.673 mil casos.

Além disso, entre os dez distritos com mais casos confirmados, outros três são da zona sul. Cidade Ademar 2181 casos, Sacomã 2156 casos e Capão Redondo 2034 casos.

Agente de saúde em trabalho no Jardim Ângela, na zona sul @Amanda Louise/Agência Mural

No caso do Ângela, o bairro também lidera com relações a casos de gripe com mais 11 mil contaminações no começo do ano.

Por um lado, os três distritos estão entre os cinco maiores distritos da cidade de São Paulo. Todos com mais de 250 mil habitantes. Porém, apresentaram mais casos do outras regiões populosas como a Brasilândia e Sapopemba que ano passado lideravam os números de casos e mortes na cidade de São Paulo.

No entanto, essas periferias também indicam preocupação. Os distritos que ficam nas zonas norte e leste da capital e também possuem mais de 200 mil habitantes, aparecem em quarto e quinto lugares com mais de 2.000 casos confirmados.

Os três distritos que mais confirmaram casos também são os que mais tiveram casos de “síndrome gripal não especificada”, o que pode indicar subnotificação dos casos de covid. No total, 25.383 casos não especificados foram registrados nos três distritos.

Outras regiões

A região central de São Paulo registrou 3.529 confirmações de casos de Covid. Foram 15.625 na zona norte e outros 9.514 na zona oeste.

Regiões com mais casos de Covid-19 em 2022 em São Paulo
Distrito Zona Casos de Covid-19 Síndrome gripal Total
Jardim Ângela sul 4093 11041 15282
Jardim São Luís sul 3833 7154 11170
Grajaú sul 3747 7188 12023
Sapopemba leste 2927 4937 8295
Brasilândia norte 2222 4011 6419
Cidade Ademar sul 2181 4489 6771
Sacomã sul 2156 3799 6027
Capão Redondo sul 2034 6603 8902
Jaraguá norte 1797 3618 5426
Pirituba norte 1653 3317 4993
Cidade Dutra sul 1391 3276 5275
Jabaquara sul 1333 3091 4749
Rio Pequeno oeste 1307 1660 2974
Ipiranga sul 1284 1548 2840
Pedreira sul 1274 2729 4058
Vila Andrade sul 1248 1950 3234
Campo Limpo sul 1232 3358 4814
Cachoeirinha norte 1161 2101 3275
Freguesia do Ó norte 1138 2009 3198
Renan Cavalcante

Jornalista. Atualmente pós-graduando em Jornalismo de Dados, Automação e Data Storytelling. Correspondente do Jaraguá desde 2018.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.