• Informações apuradas pela Agência Mural por meio de dados e entrevistas, buscando ouvir todos os lados envolvidos e seguindo nossa linha editorial.
    Notícia

Eleições em Biritiba Mirim: quem são os candidatos em 2020

Com mais de 23 mil eleitores, cidade fica na região sudoeste da Grande SP e tem 8 candidatos na disputa

As eleições em Biritiba Mirim, na região do Alto Tietê, na Grande São Paulo, têm oito  candidatos à prefeitura. Para a Câmara dos Vereadores, 235 políticos buscam uma das 13 vagas no legislativo. A cidade tem 23 mil eleitores e a votação será em 15 de novembro. O município não tem segundo turno.

Biritiba Mirim, na Grande SP, tem 23 mil eleitoresDivulgação

Eleito vice-prefeito em 2016, Walter Tajiri (PTB) assumiu a prefeitura no meio do mandato, após afastamento de Professor Jarbas (PV). Este ano, Tajiri disputa a reeleição com Catia Vieira (Republicanos) como candidata a vice. (Proposta registrada por Walter)

O ex-prefeito Carlos Alberto Júnior, o Inho (PL), também entrou na disputa. Ele governou a cidade por duas gestões, entre 2009 e 2016. Inho tem cinco partidos na coligação e Adriana Rufo (PL) vice. (Proposta registrada por Inho)

Entre os candidatos há apenas uma mulher: Néia Calçados (Podemos) que concorre ao lado de Doutor Fabio Cerci (Podemos). (A proposta de Néia Calçados não constava no site da Justiça Eleitoral até a publicação deste texto) 

Também está na disputa Reinaldo Júnior (PSD), eleito vereador na última eleição e que conta com o apoio de quatro partidos na disputa. Ele tem como vice Edson da Farmácia (DEM). (Proposta registrada por Júnior)

No PRTB, Nelsinho do Jornal está na corrida eleitoral para a prefeitura com Professora Nair (PRTB) completando a chapa (Proposta de Nelsinho). Fecham a lista Chakal (PSC) em dobrada com Dbeasi (PSC) (Proposta de Chakal) e Professor Ezequias (PT) com Regina (PT) vice. (Proposta de Ezequias)

A campanha começou em 27 de setembro e os candidatos podem gastar até R$ 123 mil para fazer campanha no primeiro turno. 

VEJA TAMBÉM:
Confira a cobertura das eleições 2020 nas periferias da Agência Mural
Quanto podem gastar candidatos a prefeito e vereador na Grande SP
A um ano da eleição, Grande SP tem 500 obras paradas ou atrasadas

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Grande São Paulo

Comentários