• Informações apuradas pela Agência Mural por meio de dados e entrevistas, buscando ouvir todos os lados envolvidos e seguindo nossa linha editorial.
    Notícia

Eleições em Poá: quem são os candidatos a prefeito em 2020

Uma das cidades da região do Alto Tietê tem dez candidatos disputando a prefeitura; atual prefeito busca reeleição

As eleições em Poá, na zona leste da Grande São Paulo, tem dez candidatos na disputa pela prefeitura. Para a Câmara dos Vereadores, 374 políticos buscam uma das 17 vagas no legislativo. A cidade de 93 mil eleitores vota em 15 de novembro. Por ter menos de 200 mil habitantes, ela não contará com segundo turno. 

O atual prefeito, Gian Lopes (PL), eleito pela primeira vez para o cargo em 2016, busca a reeleição. Como candidato a vice, ele mantém Marquinhos da Indaia (Republicanos), que também mudou de partido, antes ele era do PDT. (Proposta de governo registrada por Gian Lopes)

Entre as dez candidaturas, apenas uma chapa é encabeçada por uma mulher. A candidata é Márcia Bin (PSDB). Ela enfatiza em sua campanha ser esposa do ex-prefeito da cidade Francisco Pereira de Sousa, conhecido como Testinha. Durante seu segundo mandado, em 2014, ele foi cassado pela Câmara Municipal de Poá e por isso está impedido de disputar as eleições. 

O vice de Márcia Bin é o primo de Testinha, Geraldo de Oliveira (Solidariedade) que, inclusive, foi lançado pelo ex-prefeito nas eleições de 2016, quando disputou a prefeitura da cidade e ficou em segundo lugar. Desde 2018 Geraldo é deputado estadual. O DEM integra essa coligação do PSDB e Solidariedade. (Proposta de governo de Marcia Bin)

Entre os candidatos está também o vereador Azuir (PTB) que já disputou o cargo em 2012. Seu vice é o colega de partido Dr. Ali, que também já concorreu ao cargo de prefeito nas eleições 2012 e 2016, pelo PT e pelo PMB, respectivamente. (Proposta de governo de Azuir)

O PMN lançou Pedro Viviani, que já foi candidato pelo partido em eleições anteriores para diferentes cargos. Em 2006, por exemplo, concorreu ao governo do estado e, em 2016, disputou a prefeitura de Poá. Nesta eleição municipal, tem como vice o Carteiro Dalmo, do mesmo partido. (Proposta de governo de Pedro Viviani)

Também disputam os vereadores Mário Sumirê (PSD), cuja vice é a Professora Bete Cunha (PSD) (Proposta de governo de Mario Sumirê); Neno Ferrari (PSC) que tem como vice o Dr. Fabiano Cruz (PSC) (Proposta de Ferrari) e Saulo Souza (Avante) com o Professor Marcelo do Avante (Proposta de Saulo). 

Para fechar a lista, Naco (Cidadania) tem como vice o Professor Droval (PT) (o programa de Naco não constava no site da Justiça Eleitoral até publicação deste texto); Nelson Bueno (PSOL) com Dolores Bah, também do PSOL (Proposta de Nelson Bueno) e Ronaldo Florido (Patriota) que tem Marinalva Capetini, do mesmo partido, como vice. (Proposta de Ronaldo

A campanha começou oficialmente no dia 27 de setembro e os candidatos de Poá podem gastar até R$ 123 mil para fazer campanha.

VEJA TAMBÉM:
A um ano da eleição, Grande SP tem 500 obras paradas ou atrasadas; confira os projetos de Osasco
Confira a cobertura das eleições 2020 nas periferias da Agência Mural
Veja quanto podem gastar candidatos a prefeito e vereador na Grande SP

Poá
População: 117.452

População estimada – IBGE 2019
PIB per capita: R$ 36.511,34

IBGE 2017
IDHM: 0,771

IBGE 2010
Receita: R$ 443.923.481,30

Tesouro Nacional 2018 – Descontadas as deduções
Despesas: R$ 353.132.817,12

Tesouro Nacional 2018

Ira Romão

Jornalista e fotógrafa, correspondente de Perus desde 2018. Atuou quase 10 anos em comunicação corporativa, dedicando-se à responsabilidade social e jornalismo corporativo. Apaixonada por contar histórias e registrar pessoas e momentos por meio da fotografia.

Perus, São Paulo

Comentários