Freguesia do Ó completa 438 anos; conheça 27 curiosidades da região

Um dos distritos mais antigos da cidade de São Paulo, a Freguesia do Ó, completa 438 anos nesta  quarta-feira (29).

Para quem é de fora, o lugar pode ser conhecido por causa da música “Punk da Periferia”, composta pelo cantor Gilberto Gil. Todavia, para os moradores da região, a “Frega” é muito mais que isso.

Receba nossa newsletter!

Sou um punk da periferia
Sou da Freguesia do Ó
Ó
Ó, aqui pra vocês!
Sou da Freguesia

(Gilberto Gil, 1983)

Se você mora na Freguesia, provavelmente vai reconhecer as cenas descritas abaixo. Se não, vale passear por lá.

1 – Largo da Matriz

O Largo da Matriz é um dos pontos de encontro da população (Divulgação)

Quem vem de fora costuma achar que, ali, o clima é de cidade do interior. A praça é cercada de restaurantes e bares. É o cartão postal do bairro e também é ponto de encontro de diversas gerações de moradores. Falou em “rolê na Freguesia”, falou em Matriz.   

2 – Igreja Nossa Senhora do Ó

A Igreja Nossa Senhora do Ó pegou fogo no século 19 (Divulgação)

Conhecida também como a “Igreja da Matriz”, a construção original foi erguida em 1716, mas destruída por um incêndio 100 anos depois. Em 1901, a atual matriz foi construída no mesmo local e é uma das instituições religiosas mais velhas de São Paulo. É lá que muitas pessoas do bairro fizeram primeira comunhão e se “confessaram” com o Padre Noé, um dos mais antigos da paróquia.

3 – Coxinha do Frangó

Sem dúvida, um dos maiores privilégios de morar na Freguesia do Ó é poder ir ao Frangó. Conhecido pelas coxinhas, a porção da casa aparece no ranking das melhores coxinhas de SP, mas os bairristas têm certeza de que ela deveria sempre ser a número 1.

4 – Pizzaria Bruno

A pizzaria existe desde 1939 (Tayla Pinotti/Agência Mural)

Outro “point” famoso entre moradores, mas que atrai gente de outros bairros é a Pizzaria Bruno. Inaugurada em 1939, é conhecida pela massa com textura crocante e assada no forno à lenha.

5 – Deliciosos pratos do Ciccarino

O cardápio apresenta pratos da gastronomia italiana (Tayla Pinotti/Agência Mural)

Ao lado da Pizzaria Bruno fica o Ciccarino, um dos restaurantes mais bombados nos almoços de domingo. É uma opção para os que apreciam a culinária italiana.

6 – Lanches do Scooby Dog

Quem nunca voltou do rolê com fome e só R$ 5 no bolso? O Scooby Dog, que vende cachorro quente, é o “salvador” da pátria nesses casos. O trailer fica localizado na Avenida Itaberaba, em frente ao cemitério, e está sempre por ali durante as madrugadas de sexta, sábado e domingo.

7 – “monumento” com os dizeres “Bem-vindo a Freguesia do Ó”

Sempre faltam letras na frase (Divulgação)

Apesar de não estar conservada, a placa de “Bem-vindo a Freguesia do Ó” na ponte da Freguesia chama a atenção, principalmente porque raramente está com todas as letras.

8 –  Rosas de Ouro

A Sociedade Rosas de Ouro foi fundada em 1971 (Divulgação)

É só chegar o carnaval que todos os moradores da Freguesia torcem fervorosamente pela Rosas de Ouro, escola tradicional do bairro que movimenta o barracão com festas e ensaios durante o ano.

9 – Urubó

O bloco Urubó é composto por marchinhas (Renato Nascimento/Divulgação)

E por falar em carnaval, o Urubó também é responsável por movimentar as ruas da região durante a época de folia. Os moradores adoram, principalmente porque esse é um bloquinho muito familiar e uma oportunidade para pular carnaval com antigos amigos.

10 – Bar Matriz do Açaí

O bar fica na rua Chico de Paula (Divulgação)

Um lugar badalado durante o verão é o bar Matriz do Açaí. Basta esquentar e já vemos fila no estabelecimento.

11 – Bandeirões do Parque dos Pássaros e Vila Rica

Os moradores fazem vaquinha para confeccionar as bandeiras (Divulgação)

Tradição no bairro há 20 anos, os bandeirões dos condomínios Parque dos Pássaros e Vila Rica chamam a atenção pelo tamanho, já que é possível ver as bandeiras de longe. Até os menos fanáticos por futebol ficam ansiosos pelo hasteamento dos bandeirões, que chegam a ter mais de 60 metros, durante as Copas do mundo.

12 – Doceria Garoto em frente à delegacia

O comércio vende balas, chicletes e chocolates (Divulgação)

Voltar da aula e não parar na doceria em frente à Delegacia 28 é uma missão quase impossível para os estudantes das escolas da região. Instalada no mesmo local há muitos anos, diferentes gerações vão à doceria.

13 – Salgadinhos da Condessa Brasileira

Loja Condessa brasileira (Divulgação)

Festinha de aniversário de quem vive na Freguesia do Ó tem os salgadinhos da Condessa Brasileira. A pastelaria cresceu tanto que agora conta até com estacionamento na rua de trás. E não é para menos: os salgadinhos são uma delícia.

14 – Mercado Pirytuba, com Y mesmo

No começo a gente até estranhava, mas, sim, existe um mercado Pirytuba (com Y) na Freguesia do Ó. É tipo a estação Consolação ser na Paulista e a Estação Paulista ser na Consolação, ninguém sabe explicar, mas é assim.

15 – Casa de Cultura Salvador Ligabue

A Casa de Cultura oferece atividades gratuitas (Tayla Pinotti/Agência Mural)

Morar na Freguesia do Ó e não ir na Casa de Cultura Salvador Ligabue é quase um pecado! É por isso que o local vive cheio de crianças, adolescentes e adultos assistindo ou participando dos eventos que acontecem no espaço.

16 – Pão de alho do Amigos do Picuí

Pão de alho (Divulgação)

Queridinho dos churrascos, o pão de alho do restaurante nordestino Amigos do Picuí é de dar água na boca. Com receita caseira, é uma das “iguarias” mais queridas do bairro.

17 – Corridas na Edgar Facó

Até quem não é esportista já deu uma corridinha na Edgar Facó. A avenida concentra moradores da Freguesia e de Pirituba e fica mais cheia no verão. Já que não tem nenhum parque no bairro, o que resta é correr na rua mesmo.

18 – Feira das nações na Creche Menino Jesus

A feira das Nações acontece anualmente (Celymar Pinotti/arquivo pessoal)

Sucesso principalmente entre os idosos, a Feira das Nações é realizada no Centro de Educação Infantil Menino Jesus e reúne comidas típicas de sete países, como Espanha, Portugal, França e Itália.

19 – Pista de skate na Avenida Miguel Conejo

A pista de skate é um ponto de encontro dos jovens (Divulgação)

Com conchas, rampas, tubos, corrimãos e cantoneiras, a pista de skate da Avenida Miguel Conejo atrai skatistas não só da Frega, mas também de vários bairros vizinhos.

20 – Rodízio de pizzas da saudosa pizzaria Moinhos

A pizzaria tinha decoração que lembrava um moinho (Divulgação)

Impossível morar na Freguesia do Ó e nunca ter ido ao rodízio de pizzas da Pizzaria Moinhos, que mudou de endereço e depois fechou em 2017. Quem nunca fez uma competição de quem mais comia pedaços de pizzas ali que atire a primeira pedra.

21 – Restaurante Vivenda do Português

Bolinho de bacalhau é um dos pratos que faz parte do cardápio (Divulgação)

Atualmente localizado na Rua São Leonardo, o restaurante Vivenda do Português também é tradição. Ele tem mais de 50 anos. Além disso, é comum ver a casa cheia no almoço.  

22 – Saudosa Frutiquello

Não dá para negar que, durante muito tempo, a sorveteria Frutiquello da Avenida Itaberaba foi a alegria dos adultos e das crianças. O local, que vendia sorvete por quilo, chegou a ter até um parquinho nos fundos, mas acabou fechando, para a nossa tristeza.

23 – Livraria do Ó / Sebo do Ó

A livraria fica na avenida Itaberaba (Tayla Pinotti/Agência Mural)

A livraria do Ó, antes conhecida como Sebo do Ó, já ajudou muitos estudantes que buscavam livros tanto para escola quanto para a faculdade. Lá é possível encontrar diversos títulos clássicos e também alguns mais modernos.

24 – Montanha Danças

Há quem ame e há quem não queira nem passar perto. O Montanha Danças é conhecido pelos shows de forró, mas o que chama a atenção é a disposição dos frequentadores, já que é comum ver gente ali em frente aproveitando o rolê ainda na segunda-feira de manhã.

25 – Mc Donald’s da Avenida Facó

Para muita gente, o Mc Donald’s da Avenida Edgar Facó é um “fim de rolê”. Depois daquela balada, festa ou show, a parada no “Mc da Facó” é obrigatória.

26 – Trânsito em frente ao Extra

O trânsito piora em horários de pico (Tayla Pinotti/Agência Mural)

Mas nem só de “oba oba” vive a Freguesia. Enfrentar o trânsito na Avenida Nossa Senhora do Ó é um sufoco. Só quem já desceu em frente ao supermercado Extra para atravessar a ponte andando sabe o que é perrengue.

27 – Obra do metrô parada

A linha Laranja também passará pela Brasilândia, distrito próximo da Freguesia do Ó (Divulgação)

E é claro que não podemos esquecer da nossa lendária linha Laranja do metrô. A obra começou em 2015 e dizem que terminará em 2021. Enquanto isso os moradores continuam precisando se deslocar para outros bairros para andarem de metrô. 🤷

Em 438 anos, o que não faltam são histórias. Parabéns Freguesia do Ó!

Tayla Pinotti é correspondente da Freguesia do Ó
[email protected]