APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

DOE MENSALMENTE PELO CATARSE

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
Sobre-Viver

Moradores do Grajaú fazem abaixo-assinado para cobrar mais médicos na UBS Jardim Três Corações

Documento tem mais de 700 assinaturas; população diz que não consegue agendar consultas no bairro da zona sul de São Paulo

Image

Por: Jessica Bernardo

Notícia

Publicado em 17.06.2022 | 9:39 | Alterado em 21.06.2022 | 14:53

Moradores da Ocupação Recanto Porto Velho, no distrito do Grajaú, zona sul de São Paulo, fizeram um abaixo-assinado para reivindicar a contratação de mais médicos para a UBS (Unidade Básica de Saúde) Jardim Três Corações.

Segundo a população do local, a unidade está há quase um ano com duas equipes de atendimento médico desfalcadas. Com isso, moradores da região têm enfrentado dificuldades para marcar consultas.

Moradora do bairro há 3 anos, Maria das Dores Alves, 65, conta que essa não é a primeira vez que faltam médicos no local. “Vou fazer três anos [morando] aqui e por cinco vezes faltou médico neste posto”, lembra. Com pressão alta e uma infecção na perna, ela tem sofrido com a escassez dos profissionais. “Um posto [de saúde] sem médico não é um posto”, lamenta a moradora.

Cláudia Cristina Vieira, 51, vive na região há sete anos e afirma que a rotatividade dos médicos é alta. “Ficam uns três, quatro meses só”, explica. Ela conta que a alternância atrapalha o acompanhamento de casos mais complexos, como o de seu filho, que tem epilepsia.

A diarista Edvania Ribeiro, 42, concorda com a vizinha. Depois de desenvolver sequelas da Covid-19, ela foi orientada por uma médica da UBS a passar por uma série de exames no ano passado. A profissional, no entanto, pediu demissão pouco tempo depois da consulta e até hoje não foi substituída. “É uma situação muito difícil”, comenta a diarista.

A história de Edvania foi uma das que motivaram a criação do abaixo-assinado. A iniciativa de mobilizar os moradores partiu da comerciante Maria José dos Santos, 55, que é dona de um bar no bairro. Ela conta que a ideia foi abraçada rapidamente pelos vizinhos. “A gente tem mais de 700 assinaturas”, conta Maria José.

A comerciante também gravou um vídeo denunciando a situação, com o apoio da Rede Quebrada Solidária. O coletivo tem como objetivo facilitar o contato de comunidades mais vulneráveis com meios de comunicação e autoridades.

Depois que o vídeo começou a circular nas redes sociais, a UBS designou médicos de outras equipes para atender as regiões desfalcadas. “Depois que o vídeo foi compartilhado no Instagram, [os médicos] estão se revezando para atender essas duas áreas que estão sem médicos”, explica Maria José.

Ainda assim, a comerciante afirma que faltam profissionais para atender toda a população do local. Segundo a Rede Quebrada Solidária, cerca de mil famílias moram na Ocupação Recanto Porto Velho.

Prefeitura

A reportagem da Agência Mural questionou a Prefeitura de São Paulo sobre a falta de médicos na UBS Jardim Três Corações.

A SMS (Secretaria Municipal da Saúde) diz que há duas vagas em aberto de médicos na Organização Social de Saúde que administra a UBS, porém, afirma que “em nenhum momento o fluxo de atendimentos da UBS foi interrompido, seja da agenda regulada ou demanda espontânea”.

Segundo a Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) Sul, a UBS Jardim Três Corações conta com dez equipes de ESF (Estratégia Saúde da Família), totalizando dez médicos generalistas e 132 profissionais. “Somente no mês de maio, mais de 19 mil atendimentos foram realizados na unidade”.

“A unidade conta ainda com 60 agentes comunitários de saúde (ACS), que são moradores locais e que realizam diariamente um levantamento das necessidades da comunidade”, alega a pasta.

Jessica Bernardo

Jornalista, cria de uma família de cearenses. Apaixonada por São Paulo, bolos e banhos de mar. Correspondente do Grajaú desde 2017.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.