APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

DOE MENSALMENTE PELO CATARSE

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
Notícias

Professores falam do recesso antecipado e temem aulas a distância; ouça o podcast

Educadores da rede pública contam como estão se adequando a quarentena

Image

Por: Redação

Notícia

Publicado em 27.03.2020 | 18:29 | Alterado em 16.12.2020 | 18:32

Com as escolas fechadas, por causa do coronavírus, professores precisam se adaptar a uma nova realidade para seguir orientando seus alunos no período de recesso, que foi iniciado em 23 de março e no primeiro momento se estendeu até 9 de abril. 

O “Em Quarentena” ouviu alguns educadores que relataram os principais desafios do momento. 

A professora Letícia Camilo leciona aula de português e inglês em duas escolas públicas. Uma em São Miguel Paulista e outra em Guarulhos. Ela falou sobre as suspensão das aulas. “Na prefeitura fomos dispensados a partir de sexta-feira. Esse é o oficial. Agora, quanto a escola do estado a gente está de férias”. (ouça a partir de 00:38)

Quem também falou sobre o recesso foi Maria das Graças, professora de geografia no Guarapiranga, no extremo sul de SP. “Os dias de julho que a gente teria, entre aspas de férias, que na verdade é o recesso escolar, foi antecipado para agora”. (a partir de 01:08)

O professor de história, Reginaldo Lima, que dá aula em Pirituba, compartilhou sua preocupação com o futuro do calendário escolar, já que o governo não sabe o que virá pela frente e nem como será a reposição dessas aulas. “Essa semana, [o governo] mandou orientações para alguns professores que nós devíamos encontrar um meio de tentar falar com os alunos e oferecer algum tipo de orientação. Mas sem nos oferecer nenhuma estrutura”. (ouça em 01:41)

Edson Paiva, que ensina biologia no Jardim Ângela, contou para o podcast da Agência Mural como ele e alguns colegas estão se virando diante da situação.

“Nós estamos tentando contato com os alunos pelo WhatsApp e a direção da escola forneceu e-mail para que os pais pudessem entrar em contato. Montamos uma plataforma, que é o google classroom, e tentamos mandar material para que eles possam fazer em casa”. (em 02:10)

A professora Graça contou como se precaveu antes das escolas fecharem. “Deixei algumas atividades na escola, caso algum pai procurasse. Os gestores estão trabalhando e os inspetores de alunos estão sendo obrigados a ficar na escola, pelo menos dois, para proteger o patrimônio”. (em 02:35)

E o professor de história, Guilherme Ferraz, que dá aula em Osasco, explicou porque para ele é inviável trocar aulas presenciais  por ensino a distância. “Nem todos os alunos possuem uma boa internet. Alguns não possuem acesso nenhum à internet”. (em 03:05)

Guilherme também exemplificou essa dificuldade de acesso à internet. “Tem um caso de um aluno na minha escola que é simbólico nisso. Ele era um excelente aluno, que até tinha acesso à internet pelo celular, mas que ele não podia ter uma banda larga em casa pela própria condição financeira da família e também porque ela não chegava na favela em que ele morava”. (em 03:23)

Ele ainda deixou uma reflexão. “Talvez o ponto positivo dessa quarentena para a escola, seja uma reflexão e maior consciência do que ela representa para nós. E que a gente precisa tratá-la com mais carinho do que a gente tem tratado até então”. (em 03:51)

E representando os alunos, Alana, de 11 anos, encerrou o episódio. “Eu sinto muita falta de ir pra escola e dos meus professores. Quando eu ia à escola, era a  melhor coisa do mundo, mas agora com esse coronavírus não pode nem isso. Mas logo esse vírus vai embora, espero, e eu vou poder voltar para a escola porque educação é muito importante para todo mundo”. (em 04:03)

Ouça este bate papo completo no Em Quarentena #04: Professores falam do recesso antecipado e temem aulas a distância.

Podcast Em Quarentena

Viver em meio ao coronavírus não deve estar sendo fácil para ninguém. Imagina então para quem vive nas periferias. 

O “Em Quarentena” é o podcast especial que a Agência Mural de Jornalismo das Periferias criou neste momento da pandemia. Queremos informar, com notícias do dia a dia, quem mais precisa se virar meio a esse caos.

Você pode receber o podcast diretamente no seu Whatsapp, enviando um “Oi” para +55 11 9 7591 5260. Ouça também no Instagram, Youtube, Spotify, Deezer, Apple e Google Podcast

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.