• Informações apuradas pela Agência Mural por meio de dados e entrevistas, buscando ouvir todos os lados envolvidos e seguindo nossa linha editorial.
    Notícia

Coletivos buscam apoiar saúde mental de moradores das periferias

Com dificuldades de acesso pelo sistema público de saúde, moradores das periferias recorrem a coletivos que atuam à baixo custo
Em Heliópolis, estudo mostrou preocupação dos moradores com relação aos problemas de saúde mental | Léu Britto/Agência Mural

Com a pandemia, casos de depressão e ansiedade aumentaram nas periferias, o que tem preocupado profissionais que atuam nesses territórios.

Ney Rodrigues, 35, designer e morador de Artur Alvim, zona leste da capital paulista, se deu conta de que precisava de apoio profissional após um desmaio decorrente de uma crise de ansiedade que aconteceu dentro do metrô.

Como não tinha dinheiro para arcar com a terapia particular e o sistema público de saúde demorava para atender, entrou em contato com o Núcleo Girassóis, grupo de psicólogos que faz atendimentos de baixo custo.

“Minha vida mudou completamente não só o problema que eu julgava que era muito sério que era a ansiedade, mas também aprendi a lidar com muitas questões que não sabia, problemas familiares, problemas no trabalho, então melhorou muito a dinâmica da minha vida, melhorou mesmo”, conta.

Em Heliópolis, a maior favela de São Paulo, o tema saúde mental ganhou força durante a pandemia.

O Observatório de Olho na Quebrada, que é um projeto da Unas, a associação de moradores da região, fez um estudo junto com a Universidade Federal de São Paulo, que mostrou um quadro preocupante: 86% dos entrevistados relataram depressão durante a pandemia e 90% disseram que não estavam aproveitando atividades normais.

Esse foi o tema do Próxima Parada desta segunda-feira (12). Escute o episódio completo:

 

SERVIÇO

O Centro de Valorização da Vida atende pessoas gratuitamente 24 horas por dia pelo telefone 188. 

PRÓXIMA PARADA

Parceria entre a Agência Mural e o Spotify, o Próxima Parada conta com a colaboração de jornalistas vindos dos bairros periféricos da Grande São Paulo. Para ouvir o episódio, basta clicar no link do programa e se cadastrar gratuitamente no aplicativo.

De segunda a sexta-feira, sempre no final da tarde, Ana Beatriz Felicio e Rômulo Cabrera contam histórias, analisam fatos e apontam possíveis soluções para as demandas das quebradas. A produção é de Gabriela Carvalho, com edição de som de Pammela Gentil e coordenação de Vagner de Alencar.

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Grande São Paulo

Comentários