APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

DOE MENSALMENTE PELO CATARSE

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
No Corre

Veja como saber se tem direito ao auxílio emergencial e as datas do benefício

Pagamento começa em 6 de abril, mas quem precisa sacar em dinheiro tem previsão para receber apenas em maio

Image

Por: Lucas Veloso

Notícia

Publicado em 01.04.2021 | 15:30 | Alterado em 07.04.2021 | 12:42

Tempo de leitura: 3 minutos

A partir de sexta-feira (2 de abril), os brasileiros podem consultar se têm direito às novas parcelas do auxílio emergencial e o pagamento da nova rodada começa na terça-feria (6). A consulta deve ser feita no site da Dataprev

Inicialmente, a previsão era que a verificação começasse na quinta-feira (1º), mas o governo adiou o início. Segundo a gestão, a mudança foi para terminar de atualizar o sistema. 

Para fazer a operação, o trabalhador deve informar o CPF, nome completo, nome da mãe e a data de nascimento. 

Nesta rodada, são elegíveis à nova rodada de pagamentos os brasileiros que tinham o direito reconhecido ao auxílio em dezembro do ano passado. 

Segundo o Ministério da Cidadania, serão analisados, entre esses beneficiários, quem se encaixa nas regras deste ano. Novos cadastros não serão aceitos, ou seja, apenas os que se inscreveram ano passado poderão buscar o direito criado para amenizar o impacto da pandemia.  

Desta vez, estão previstos três tipos de auxílio, com valores que chegam a ser 70% menores do que o apoio dado ano passado. A previsão é que sejam quatro parcelas mensais de R$ 250, em média, a serem pagas a partir de abril.

Há duas exceções. No caso de mulheres chefes de família serão R$ 375, enquanto o indivíduo que mora sozinho receberá R$ 150.

VEJA TAMBÉM:
Por que o auxílio emergencial demorou tanto?

CALENDÁRIO

Na próxima terça-feira (6), terá início a primeira das quatro parcelas do novo auxílio. Segundo números oficiais, o governo federal prevê conceder o benefício a cerca de 45,6 milhões de pessoas, este ano. 

Os recursos serão depositados nas contas digitais, abertas pela Caixa para os beneficiários no ano passado. Para quem precisa fazer os saques em dinheiro nas agências da Caixa, o pagamento será a partir de 4 de maio. 

Na terça-feira (6), começam a receber os trabalhadores informais, microempreendedores individuais, desempregados e outras pessoas afetadas pela pandemia da Covid-19 nascidas no mês de janeiro, além de integrantes do Cadastro Único do governo federal.

Os beneficiários do Bolsa Família receberão de acordo com o calendário habitual do programa, que, em abril, começa a ser pago no dia 16. As pessoas não terão direito a sacar os recursos no mesmo dia em que receberem. 

O benefício foi definido depois de várias mobilizações de entidades da sociedade civil que pediram o valor de R$ 600 até o fim da pandemia. Entre as organizações, a Coalizão Negra Por Direitos, movimento com cerca de 270 membros, criou a campanha Auxílio Até o Fim da Pandemia

A Agência Mural acompanha a situação de moradores das periferias que deixaram de receber os valores e temem a fome.

Lucas Veloso

Jornalista, cofundador e correspondente de Guaianases desde 2014.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.