APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

DOE MENSALMENTE PELO CATARSE

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
Sobre-Viver

Barueri dobra número de mortes em um mês e chega 200 perdas por Covid-19

São 2.403 pessoas contagiadas no município; por outro lado, prefeitura diz que houve a recuperação de 1.850 moradores da cidade

Image

Notícia

Publicado em 20.06.2020 | 19:34 | Alterado em 20.06.2020

RESUMO

São 2.403 pessoas contagiadas no município; por outro lado, prefeitura diz que houve a recuperação de 1.850 moradores da cidade

Tempo de leitura: 1 minutos

A cidade de Barueri confirmou neste sábado (20 de junho) mais cinco perdas por causa da Covid-19 e chega a 204 mortes desde o começo da pandemia. No país, são mais de 50 mil pessoas que não resistiram a doença.

Município com a maior taxa de mortes por 100 mil habitantes na Grande São Paulo, Barueri viu o número de vítimas dobrar em menos de um mês, em meio ao início da reabertura econômica. 

A cidade vem registrando queda no isolamento social. Na quinta-feira (18), apenas 40% respeitaram as medidas de isolamento, segundo dados do governo estadual.

Apesar de estar na chamada faixa laranja do Plano São Paulo, que permite a reabertura de alguns estabelecimentos, ainda é preciso manter os cuidados para a doença não avançar mais

Para se ter ideia, em 19 de maio, o município registrava 87 mortes e 850 casos. Neste sábado, além de registrar alta de mais 100% em óbitos e passar de 200 mortes por conta do novo coronavírus, a cidade tem 2.403 casos confirmados. 

Por outro lado, o município afirma que a maioria dos moradores contagiados já está recuperada – são 1.850. 

VEJA TAMBÉM:
Confira o avanço de casos de Covid-19 na Grande São Paulo
Se sair, não leve o coronavírus para casa; Veja orientações
Sepultadores relatam pressão no trabalho e o preconceito contra a profissão

Apesar disso, os dados podem ser maiores, pois 31 mortes estão em investigação e 864 pacientes não tiveram os testes concluídos sobre a suspeita. 

Em maio, o Parque Imperial era o bairro com mais vítimas, panorama semelhante ao de outras cidades da Grande São Paulo onde as periferias têm registrado mais casos e mortes. 

Um dos problemas na cidade é que apesar dos dados sobre moradores da cidade, há descrença por parte da população que entende que as vítimas são de moradores de municípios vizinhos que recorreram ao serviços de saúde barueriense. Neste sábado (20), 133 moradores estavam internados no município.

Paulo Talarico

Editor-chefe de jornalismo na Agência Mural. É formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu e em História pela Universidade de São Paulo. Tem pós-graduação em jornalismo esportivo e curso técnico de locução para rádio e TV. É também membro associado do Projor (Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo). Gosta de café, Osasco, livros, futebol e cinema. Cofundador e correspondente de Osasco desde 2011.

Republique

Faça com que essa história chegue para mais pessoas.

Republique o nosso conteúdo gratuitamente.

Regras:

Os títulos podem ser modificados desde que não mude o contexto;

Os textos devem ser publicados como estão na versão original, sem edição ou cortes;

Todas as republicações devem dar crédito para a Agência Mural e também os créditos dos profissionais envolvidos em sua produção, conforme aparece na publicação original;

As fotografias e outras imagens/artes podem ser republicadas com os devidos créditos;

Os vídeos republicados não devem passar por nenhum tipo de edição, devem conter os créditos da Agência Mural; para transmissão na TV, é preciso enviar um pedido para contato@agenciamural.org.br.

Reportagens publicadas no site www.agenciamural.org.br não podem ser revendidas.

Se possível, os materiais republicados devem mencionar o perfil da Mural nas redes sociais.

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.