APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

DOE MENSALMENTE PELO CATARSE

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias

Por: Cleberson Santos

Notícia

Publicado em 26.05.2022 | 12:49 | Alterado em 27.05.2022 | 16:56

Você já está ligado que essa edição da Virada Cultural, que vai rolar neste fim de semana em diversos pontos da cidade. Além dos vários palcos fora do centro de São Paulo, ótimos artistas periféricos também se apresentarão no principal evento gratuito da capital, como Indy Naíse, MC Soffia e Tasha & Tracie.

Nesta lista, a Agência Mural reuniu alguns desses shows para você que quer dar uma moral ao que tem sido produzido nas nossas quebradas. Vamos até abrir uma exceção em comparação ao outro guia que fizemos: neste terá atrações no centro. Confere aí!

MC Paulin da Capital

Um dos poucos palcos com atrações durante a madrugada será o Anhangabaú, que vai promover um verdadeiro baile até o amanhecer. A festa começa às 23h com o MC Kevinho e conta depois com o MC Paulin da Capital, à 1h30.

O MC de São Mateus coleciona clipes com dezenas de milhões de visualizações, além de uma música na trilha sonora da série Sintonia. Depois dele, o “bailão do Anhangabaú” continua com MC Lipi e os DJs das festas Batekoo e Mamba Negra.

Palco Viaduto do Chá

Quando: A partir das 17h de sábado (28) com Vitor Kley e às 20h30 tem Margareth Meneses. O funk começa com Livinho às 23h e vira a noite

Cantora baiana Indy Naíse se apresenta na Virada Cultural @Divulgacão

Indy Naíse

Com um som que mistura MPB, rap e R&B, a baiana de Juazeiro Indy Naíse se apresenta sábado, às 18h, no palco Piraporinha, na avenida Luiz Gushiken, na zona sul. O rolê por lá vai ser quente pra quem curte trap. Além de Indy Naíse, o palco também receberá o santista Kyan (16h) e a carioca N.I.N.A (20h).

Palco Piraporinha

Endereço: Av. Luiz Gushiken, s/n (altura da Rua Humberto de Almeida e Rua José Mármol)

Luana Bayô

A cantora estará praticamente em casa neste sábado (28), às 16h. Luana Bayô se apresentará na Praça do Campo Limpo, na zona sul. Ela, que é cria do próprio Campo Limpo, apresentará as músicas do primeiro álbum, “Tambú”.

Luana, que também é educadora, carrega consigo experiências no teatro e em blocos afro. A influência dos batuques e ritmos africanos estarão presentes no show que abre os trabalhos no Palco Rio Diniz, palco secundário do Campo Limpo. Depois dela terá os show de Avuá (18h) e Dessa Souza (20h);

Palco Campo Limpo

Endereço: Praça do Campo Limpo. Rua Dr. Joviano Pacheco de Aguirre, 30.

Quando: Sábado (28), a partir das 17h, e Domingo (29), a partir das 13h

MC Soffia

A gente já acompanha o trabalho da MC Soffia há tanto tempo que às vezes até esquece que ela tem apenas 18 anos. Quem quiser curtir o rap empoderado da mc da Cohab Raposo Tavares precisa colar no C. C. Grajaú, na zona sul. Ela se apresenta às 13h do domingo. O espaço terá também o grupo Perifa no Toque no sábado, às 17h

Centro Cultural do Grajaú

Endereço: Rua Prof. Oscar Barreto Filho, 252

Quando: Sábado (28), a partir das 17h, e domingo (29), a partir das 11h

Tasha e Tracie

As irmãs gêmeas do Jardim Peri mostrarão porque são um fenômeno da cena do rap/funk paulistano no palco Cidade Tiradentes no domingo (29), às 17h. Quem quiser “balançar a raba” nessa Virada pode colar nesse palco sem medo, porque antes delas ainda tem o pagodinho do Samprazer (13h) e o pagodão eletrônico do Áttooxxá (15h).

Centro Cultural de Cidade Tiradentes

Endereço: Rua Inácio Monteiro, 6900 – Conjunto Habitacional Sítio Conceição

Quando: Sábado (28), a partir das 17h, e domingo (29), a partir das 11h

Cleberson Santos

Jornalista, não sabe chutar uma bola direito, mas se aventura no jornalismo esportivo há alguns anos, e também já escreveu sobre tecnologia e impacto social. Ama playlists aleatórias e tenta ser nerd, apesar das visitas ao Netflix estarem cada vez mais raras. Correspondente do Capão Redondo desde 2019.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.