• Informações apuradas pela Agência Mural por meio de dados e entrevistas, buscando ouvir todos os lados envolvidos e seguindo nossa linha editorial.
    Notícia

‘Somos todos riscos’, diz técnica de enfermagem de Guarulhos; cidade tem 2,3 mil casos de Covid-19

Segunda maior cidade da Grande SP tem alta de 50% nos casos de Covid-19 em sete dias e capacidade chega ao limite

A técnica de enfermagem Gabrielly Felisbino Leigue, 22, tem vivido o dia a dia do combate à Covid-19 nos serviços de saúde. Moradora no Pimentas, na periferia de Guarulhos, na Grande São Paulo, ela não é otimista sobre como as pessoas têm lidado com a pandemia na cidade.

Na última quinta-feira (28), a prefeitura informou que há 2.378 casos confirmados e 255 óbitos por causa do novo coronavírus. Uma alta de 48% em uma semana. 

“Seria hipocrisia falar que apenas o avô pode estar em risco. Infelizmente todos somos riscos”, diz. “Hoje temos casos de óbitos nas mais variáveis idades. Então, não importa idade, doença crônica, etnia, absolutamente nada. Todos somos riscos”. 

Crédito: Arquivo PessoalA técnica de enfermagem Gabrielly Felisbino Leigue faz um alerta sobre os cuidados apenas com o uso de máscaras e álcool em gel

Ela aponta que, no bairro, o movimento se manteve o mesmo em geral. Supermercados e ruas estão cheios, casas com o quintal repleto de pessoas e almoços em família. Teme que a situação se agrave com medidas de relaxamento anunciadas para a capital a partir de 1º de junho, e que pode se estender para outros municípios.

“O distanciamento social não está acontecendo”, diz. “Conheço inúmeros casos confirmados e suspeitos, ambos não tiveram o distanciamento social respeitado”, diz. 

A região do Pimentas ultrapassou a marca de 500 casos e são 51 mortes. Só no  Hospital Municipal Pimentas Bonsucesso (HMPB), administrado pela Organização Social de Saúde IDGT, foram atendidos 234 pacientes internados com suspeita de Covid-19 até semana passada. Do total, 137 se curaram e houve 25 mortes.  A gestão não deu novos dados sobre a situação. 

Região Casos confirmados de Covid-19 Alta em uma semana (%) Mortes por Covid-19
Alta em mortes por Covid-19 em uma semana
Cantareira 671 49,4% 82 36,7%
Pimentas Cumbica 528 40,8% 51 34,2%
São João Bonsucesso 383 38,8% 43 43,3%
Centro 747 58,6% 79 11,3%
Dados: Prefeitura de Guarulhos até 28 de maio

CANTAREIRA

Outra região que tem sido fortemente atingida em Guarulhos é a Cantareira. Só nesta semana, foram 222 pessoas infectadas. A administradora Gisele Dervichian, 26, é moradora do bairro Jardim São Paulo, que fica entre os bairros Vila Rio de Janeiro e Cocaia, ambos pertencentes à Cantareira. 

“Aqui onde eu moro quarentena quase não existe. É muita gente de carro, andando, fora de casa”, conta. 

VEJA TAMBÉM:
Ação apoia moradores de rua com produtos de higiene
Em cidades da Grande SP, periferias são mais afetadas por Covid-19
Nas vésperas da reabertura da capital, Grande SP chega a 5,3 mil mortes por Covid-19

Parte da família de Gisele mora no bairro Jardim Nova Cumbica, que integra a região Pimentas/Cumbica. 

Desde que aderiu à quarentena, a administradora não tem ido visitar familiares e soube de pessoas conhecidas por lá que tiveram casos confirmados. 

“A gente está ficando em casa, meu marido, que é professor está dando aulas on-line. Como minha família mora longe, minha mãe mora no Nova Cumbica, eu não estou indo visitá-los, para evitar o contato”, diz. 

Veja quais bairros fazem parte de cada região em Guarulhos
A prefeitura dividiu o município em quatro grandes regiões, onde estão as ações direcionadas da secretaria de Saúde.
Região Bairros
Cantareira
Vila Galvão, Jardim Rosa de França, Jardim Palmira, Parque Continental, Jardim Novo Recreio, Cabuçu, Jardim Acácio, Jardim Belvedere, Parque Primavera, Taboão, Cidade Martins, Jardim Santa Lídia, Cocaia, Jardim Jovaia, Vila Rio de Janeiro e Morros.
Pimentas Cumbica
Pimentas, Conjunto Marcos Freire, Jardim Jacy, Cumbica, Parque Uirapuru, Água Chata, Vila Dinamarca, Jardim Nova Cidade, Parque Jandaia, Jardim Normandia, Parque Piratininga, Jardim Aracília, Parque Jurema, Parque Alvorada, Jardim Dona Luiza e Jardim Santo Afonso.
São João Bonsucesso
Jardim Bananal, Jardim Fortaleza, Cidade Seródio, Haroldo Veloso, Parque Santos Dumont, Nova Bonsucesso, Jardim Álamo, Vila Carmela, Parque Residencial Bambi, Água Azul, Jardim Presidente Dutra, Marinópolis, Inocoop, Lavras, Cidade Soberana, Jardim Ponte Alta e Jardim Santa Paula.
Centro
Jardim Paraventi, Jardim Flor da Montanha, Parque Cecap, Vila Fátima, Vila Barros, Ponte Grande, Itapegica, Jardim Munhoz, Jardim Tranquilidade, Vila São Rafael e Jardim Vila Galvão

Daniel Ribeiro, 37, mora no bairro Jardim Santa Lídia, região Cantareiram e teve notícias de três mortes por Covid-19 e outros casos suspeitos. A mãe dele é idosa e cabe a ele e a irmã fazer os serviços externos.

“Tento seguir as recomendações, lavar as mãos, usar álcool em gel e o uso da máscara em ambientes com um maior número de pessoas”, explica Ribeiro.

Para Ribeiro, algumas regiões de Guarulhos aderiram melhor ao isolamento e outras nem tanto. Ele cita que o bairro vizinho, o Jardim Marilena, tem tido mais movimentação.

“O pessoal está reclamando muito que não está havendo quarentena, e que moradores estão a ignorando. A população só irá respeitar, quando houver uma imposição do governo”, diz. 

Crédito: Arquivo PessoalO casal Gisele e Lucas Dervichian estão trabalhando de casa desde o início da quarentena

De acordo com a prefeitura, a taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Adulto nos hospitais de Guarulhos é de 100%. Já a taxa de leitos de enfermaria a é de 71%. 

O Centro de Combate ao Coronavírus, chamado de 3C-GRU, completou dois meses. Segundo a gestão, 58 pessoas estão internadas, dez delas em leitos UTI, três na sala vermelha e as demais em leitos de enfermaria. No local, foram registradas duas transferências, um óbito e três altas nesta quinta-feira (28).

Divisão da Grande SP anunciada pelo Estado existe há quase 10 anos

Thalita Monte Santo

É jornalista e está na Agência Mural como correspondente da cidade de Guarulhos desde 2015. Já fez parte da equipe de redes sociais e hoje é produtora do #RolêNaQuebrada, a live semanal da Agência, que traz dicas de eventos nas periferias de São Paulo.

Guarulhos

Comentários