APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

[email protected]

Agência de Jornalismo das periferias

Magno Borges/Agência Mural

Por: Cleberson Santos

Publieditorial

Publicado em 23.03.2023 | 13:43 | Alterado em 28.03.2023 | 16:47

Tempo de leitura: 3 min(s)
Conteúdo patrocinado por Sesc:

As origens de um bairro no Capão Redondo, extremo sul de São Paulo, entender sobre o apagamento da história negra brasileira e a vivência de mulheres afro-indígenas na zona leste, por exemplo, são algumas das narrativas exibidas na mostra “OJU: Roda Sesc de Cinemas Negros“. Ao todo, o evento reúne 57 títulos de cineastas negros e/ou periféricos de vários cantos do Brasil.

O objetivo da mostra é justamente destacar a produção cinematográfica negra e das periferias, responsáveis pelos principais destaques do cinema brasileiro nos últimos anos.

Eunice (Camilla Damião) e Deivinho (Cícero Lucas) em cena de “Marte Um” @Mariah Soares/Divulgação

É o caso de “Marte Um” (2022), de Gabriel Martins, que conta os sonhos e traumas de uma família preta da periferia de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG). O longa foi o candidato brasileiro ao Oscar de Melhor Filme Internacional este ano. Outro destaque é “Noites Alienígenas” (2022), dirigido por Sérgio de Carvalho, que se passa no subúrbio de Rio Branco (AC) e foi o grande vencedor do Festival de Gramado em 2022.

Também vale citar o documentário “Racionais: Das Ruas de São Paulo para o Mundo” (2022), da premiada diretora Juliana Vicente (“Afronta!”). O longa é um mergulho musical na história do lendário grupo de rap Racionais MC’s e como transformaram a poesia de rua em um movimento poderoso no Brasil e no mundo.

Documentário narra a trajetória do grupo com Edi Rock, Ice Blue, DJ Kljay, Mano Brown @Reprodução/Netflix

Como assistir?

Todos os filmes mencionados estão na programação da OJU, cujo nome vem da língua yorubá e significa “olho”. É possível assistir aos longas e participar das atividades até 16 de abril, em três unidades do Sesc na capital: CineSesc, Vila Mariana e Belenzinho.

As duas primeiras unidades ficam em regiões centrais, próximas a estações das linhas verde/azul do Metrô – Consolação e Ana Rosa, respectivamente –, enquanto Belenzinho, na zona leste, é um pulo da estação Belém, na linha vermelha. Também é possível assistir alguns dos filmes de forma gratuita pelo streaming Sesc Digital.

Entre os curtas-metragens, destaque para “Mutirão: O Filme” (2022). Produzido por Lincoln Péricles, o filme narra a história de luta das mulheres que ajudaram a formar o bairro Cohab Adventista, na região do Capão Redondo, zona sul de São Paulo. Tudo isso é contado por uma criança e a partir da recuperação de documentos e fotografias.

Em “Raízes” (2022), da diretora Simone Nascimento e Well Amorim, é a falta de registros históricos que está em pauta. Nele, o personagem Kelton se depara com o apagamento da história do povo negro brasileiro ao tentar resgatar a ancestralidade da sua família.

“Raízes” investiga o passado e a ancestralidade afro-brasileira a partir da história de Kelton, jovem negro e periférico @Divulgação

Simone e Well são de pontos opostos da capital paulista. Enquanto ela é cria de Pirituba, na zona noroeste, Well é do Jardim Ângela, na zona sul. Ambos são jornalistas de formação e participaram de cursos no Instituto Criar de TV e Cinema.

Já o documentário “Mulheres do Ayê: Saberes Ancestrais através das Ervas”, as diretoras Bea Andrade e Bruna Vieira mostram as vivências de cinco mulheres da zona leste e a relação delas com as plantas e ervas medicinais.

Além dos filmes, a programação conta com debates, com uma conversa sobre a produção de personagens e narrativas negras voltadas ao público infantojuvenil e um curso sobre o cinema negro de animação. A programação completa da mostra OJU está disponível no site do Sesc.

Confira abaixo o horário de exibição dos filmes destacados pela Agência Mural:

Marte Um

Endereço: Sesc Vila Mariana (Rua Pelotas, 141)

Quando: Sábado, 25/3, às 18h

Preço: Gratuito

A Construção do Cinema Negro de Animação

Endereço: Sesc Belenzinho (Rua Padre Adelino, 1.000)

Quando: Quarta a sexta, 22 a 24/3, às 19h

Preço: Gratuito

Mutirão: O Filme

Endereço: Sesc Vila Mariana (Rua Pelotas, 141)

Quando: Domingo, 26/3, às 14h30

Preço: Gratuito

Conversa Narrativas Negras Infantojuvenis

Endereço: Sesc Vila Mariana (Rua Pelotas, 141)

Quando: Domingo, 26/3, às 16h

Preço: Gratuito

Racionais MC’s: Das Ruas de São Paulo para o Mundo

Endereço: Sesc Belenzinho (Rua Padre Adelino, 1.000)

Quando: Quarta, 29/3, às 19h30

Preço: Gratuito

Marte Um

Endereço: Sesc Belenzinho (Rua Padre Adelino, 1.000)

Quando: Quarta, 5/4, às 19h30

Preço: Gratuito

Mutirão: O Filme

Endereço: Sesc Belenzinho (Rua Padre Adelino, 1.000)

Quando: Quarta, 12/4, às 19h30

Preço: Gratuito

receba o melhor da mural no seu e-mail

Cleberson Santos

Correspondente do Capão Redondo desde 2019. Do jornalismo esportivo, apesar de não saber chutar uma bola. Ama playlists aleatórias e tenta ser nerd, apesar das visitas aos streamings e livros estarem cada vez mais raras.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.

PUBLICIDADE