• Informações apuradas pela Agência Mural por meio de dados e entrevistas, buscando ouvir todos os lados envolvidos e seguindo nossa linha editorial.
    Notícia

Vacinação contra Covid-19 começa em 30 cidades da Grande SP, mas não há previsão para idosos

Em alguns municípios doses já começaram a ser aplicadas; alguns aguardam os primeiros lotes. Veja quantas doses cada cidade recebeu

No último domingo (17), o estado de São Paulo começou a vacinar a população contra a Covid-19. A imunização teve início após a aprovação do uso emergencial da vacina do Instituto Butantan, Coronavac, pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). 

Nesta primeira etapa, o grupo prioritário é formado por profissionais de saúde, indígenas e quilombolas. Idosos com mais de 60 anos e demais grupos de risco da Covid-19, ainda precisarão esperar por novas doses para serem vacinados. 

Ou seja, não adianta ir para os postos de saúde em busca da imunização e os cuidados para evitar o contágio seguem sendo essenciais. A ocupação em vagas de hospitais na região metropolitana está acima dos 70%.

Levantamento da Agência Mural indica que ao menos 30 cidades já receberam doses e boa parte começou a imunização. No entanto, a quantidade disponível ainda é pequena. Na região leste, a estimativa é que 40% do público alvo seja atendido e o município que mais recebeu doses foi Guarulhos – 13 mil – moram na cidade 1,3 milhão de habitantes. 

Na cidade de São Paulo, são esperadas 215 mil doses nesta fase. Sobre outros grupos prioritários, como idosos a partir de 75 anos, a previsão é o início quando houver novas remessas, segundo a prefeitura.

A técnica de enfermagem Cristina Ferreira da Silva recebeu a primeira dose da vacina em Carapicuíba | Divulgação

REGIÃO OESTE

Todas as cidades da região anunciaram o recebimento de doses. Em Carapicuíba, a prefeitura anunciou que recebeu 3.200 doses da vacina Coronavac, que serão destinadas primeiramente à profissionais da linha de frente da saúde, além de idosos que moram em instituições de longa permanência e pessoas com deficiência acima de 18 anos que moram em abrigos. 

No caso de Osasco, a primeira dose da vacina foi aplicada na quarta-feira (20), na profissional municipal de saúde Maria Luiza Necundes. De acordo com a gestão municipal, nessa primeira fase serão vacinados profissionais que atuam na linha de frente no combate à pandemia e à população indigena. 

Em Barueri, a administração da cidade recebeu 3.960 doses da vacina na terça-feira (19), quando foram feitas as primeiras aplicações. A prefeitura disponibilizou ainda o aplicativo de celular “Saúde-Barueri” para cadastro e agendamento da vacina, além do telefone 4349-0600 e do e-mail agendavacinacovid@barueri.sp.gov.br. 

Entretanto é importante salientar que a primeira fase da vacinação é destinada à profissionais da saúde da linha de frente e idosos institucionalizados, o aplicativo e demais fontes de atendimento só abrirão agenda ao público geral de acordo com cada fase de vacinação.

As cidades de Itapevi e Santana de Parnaíba iniciaram a campanha na quarta-feira (20) e receberam 2.200 e 1.496 doses, respectivamente. As cidades de Jandira e Pirapora do Bom Jesus também deram início ao processo na quarta. 

aria Luiza Necundes foi a primeira profissional da rede municipal de saúde a ser vacinada contra a COVID-19 em Osasco | Divulgação

GRANDE ABC

De acordo com o consórcio intermunicipal Grande ABC, as sete cidades da região iniciaram a vacinação na terça-feira (19). As primeiras doses foram destinadas a profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do atendimento ao coronavírus.

As cidades receberam 39.320 doses da Coronavac, sendo 11.840 doses para São Bernardo do Campo, 11.360 para Santo André, 4.800 para São Caetano do Sul, 4.760 para Mauá, 4.480 para Diadema, 1.640 para Ribeirão Pires e 440 para Rio Grande da Serra.

ALTO TIETÊ

Segundo o Condemat (Consórcio para o desenvolvimento do Alto Tietê), a prioridade na primeira fase da vacinação serão os trabalhadores da saúde. As cidades da região receberão nesta semana 28.600 doses de vacina contra a Covid-19, o que seria suficiente para imunizar apenas 40% da necessidade dos municípios. 

A expectativa é de que a vacinação tenha início imediato, com previsão de ocorrer ainda na quarta (20). Guarulhos terá direito a 13.680 doses; seguido por Mogi das Cruzes, que receberá 5.240 doses; Suzano receberá 2.800 doses; em Itaquaquecetuba o quantitativo é de 1.880 doses; Ferraz de Vasconcelos receberá 1.840 imunizantes; em Poá serão 1.440 doses; Arujá receberá 720 doses; os municípios de Santa Isabel, Guararema, Biritiba Mirim e Salesópolis, receberão menos de 500 doses, totalizando respectivamente 440, 300, 160 e 100 doses. 

REGIÃO NORTE

A região foi a que tem a campanha de vacinação mais incerta. Em Mairiporã, a cidade ainda não tinha recebido o primeiro lote de vacinas até esta quarta (20). De acordo com a prefeitura da cidade, um plano de imunização já foi montado e apresentado aos servidores das equipes da Vigilância Epidemiológica e de Atenção Básica.

Na vizinha Caieiras, a previsão de início é no dia 25 de janeiro. A primeira fase tem como objetivo vacinar 14.905 pessoas que serão divididas em cinco grupos. Os grupos serão imunizados um por vez, começando pelo grupo 1, de 2449 pessoas, que inclui trabalhadores da saúde, indígenas e quilombolas. 

Pelo site da prefeitura, idosos com mais de 60 anos acamados ou com mobilidade reduzida podem se cadastrar para receber a vacina em casa.

De acordo com a prefeitura de Francisco Morato, o município receberá 1.520 doses da vacina, que têm previsão de recebimento até a próxima sexta-feira (22). Franco da Rocha aguarda a chegada do primeiro lote com 2.160 doses, serão priorizadas equipes que estão na linha de frente do combate à doença. Em Cajamar, são esperadas 680 doses inicialmente.

Em Cotia a campanha de vacinação começou na terça-feira (19), com aplicação simbólica em três profissionais da saúde | Alexandre Rezende/Divulgação

SUDOESTE

Maior cidade da região com quase 300 mil habitantes, Taboão da Serra começou a vacinar profissionais de saúde na terça-feira (19) e conta com 4.360 doses. No mesmo dia, começou o processo em Cotia, com aplicação simbólica em três profissionais da saúde. De acordo com a prefeitura da cidade, foram enviadas 2.600 doses para o município, que vacinará primeiramente os profissionais da saúde. 

A vacina será disponibilizada exclusivamente em três polos do município, mas é importante que a população só compareça aos locais quando estiver inserida no cronograma a ser divulgado nos próximos dias.

A campanha de vacinação na cidade começou na última terça (19), de acordo com a gestão de Embu das Artes, o município recebeu 1.800 doses da vacina contra o coronavírus, destinadas aos profissionais da linha de frente da área da saúde.

No caso de Juquitiba, 360 doses chegaram no município de 31 mil habitantes na terça-feira (19). As prefeituras de Vargem Grande Paulista e São Lourenço da Serra também iniciaram as imunizações de profissionais da saúde.

Ana Beatriz Felicio

Jornalista e correspondente de Carapicuíba desde 2018. Curiosa, vive com a cabeça no mundo da lua. Gosta de conhecer pessoas e descobrir o que as motiva a acordar todos os dias. Apaixonada por novas aventuras, histórias, gostos e lugares. É daquelas que está sempre viajando, quando não fisicamente, com a ajuda de algum livro de fantasia ou de um bom filme.

Carapicuíba

Comentários