• Informações apuradas pela Agência Mural por meio de dados e entrevistas, buscando ouvir todos os lados envolvidos e seguindo nossa linha editorial.
    Notícia

Veja como receber a terceira parcela do auxílio emergencial

Para quem está no programa Bolsa Família, calendário de pagamento começou na quarta-feira (17); prazo para outros beneficiários ainda não foi informado

A CEF (Caixa Econômica Federal) iniciou em junho o pagamento da terceira parcela do auxílio emergencial. Inicialmente, o programa destinado às famílias por conta da pandemia da Covid-19 começou o pagamento para cadastrados no Programa Bolsa Família que terminou em 30 de junho.

No final de junho, houve o início do pagamento para quem recebe via poupança digital e, a partir de 18 de julho, terá início para aqueles que pretendem sacar nas agências bancárias. 

O pagamento do benefício, com valores de R$ 600 a R$ 1.200, obedece ao calendário habitual do programa, que se estenderá pelo mês de julho.

PAGAMENTO VIA POUPANÇA DIGITAL

Terceira parcela – depósito em poupança digital
Mês de nascimento Depósito do benefício
janeiro
e fevereiro
27 de junho
março
e abril
30 de junho
maio
e junho
1º de julho
julho
e agosto
2 de julho
setembro
e outubro
3 de julho
novembro
e dezembro
4 de julho

No caso de quem tem sacado o valor presencialmente, a previsão é que o pagamento comece em 18 de julho e vá até 19 de setembro.

Os pagamentos, nesse caso, mais uma vez seguirão as datas de aniversário de cada um dos contribuintes.

PAGAMENTO VIA SAQUE PRESENCIAL NA AGÊNCIA


Porém,
a complexidade da operação tem impedido o acesso. Um levantamento da Rede de Pesquisa Solidária, que reúne pesquisadores focados na melhoria das políticas públicas, apurou que cerca de 7,4 milhões de beneficiários do auxílio social não têm acesso à internet.

Desde o começo da pandemia, a Agência Mural ouviu moradores que enfrentam problemas para conseguir direito ao auxílio, criado por conta da pandemia da Covid-19. Com a necessidade do isolamento social, moradores perderam renda e têm enfrentado dificuldades. 

Entre as pessoas que se cadastraram, a demora para passar pela fase de análise foi um dos obstáculos, além de não conseguir completar o cadastro do Caixa Tem. Por conta disso, muitos recorreram às filas do banco para conseguir o benefício, mesmo sem o código do aplicativo.

Aplicativo da Caixa Econômica é utilizado para solicitar o benefícioDivulgação

PRIMEIRA PARCELA ATRASADA

Nesta terça-feira (16), a Caixa começou o crédito na poupança digital da primeira parcela do auxílio emergencial do Governo Federal para cerca de 2,4 milhões de beneficiários nascidos de janeiro a junho. 

De acordo com informações oficiais, na quarta-feira (17), o banco disponibiliza o valor para cerca de 2,5 milhões de beneficiários nascidos de julho a dezembro. 

Os beneficiários que optarem por sacar o benefício em espécie deverão seguir o calendário escalonado por mês de aniversário que começa no dia 6 de julho. 

Nas datas indicadas, o eventual saldo existente será transferido automaticamente para a conta que o beneficiário indicou, sendo poupança da Caixa ou conta em outro banco.

Segundo o banco, os beneficiários podem consultar se o cadastro foi aprovado pelos canais oficiais como o site e aplicativo Caixa | Auxílio Emergencial. 

Lucas Veloso

Jornalista, cofundador e correspondente de Guaianases desde 2014.

Guaianases, São Paulo

Comentários