• Informações apuradas pela Agência Mural por meio de dados e entrevistas, buscando ouvir todos os lados envolvidos e seguindo nossa linha editorial.
    Notícia

Governo de SP volta a liberar abertura de bares e salões na região de Osasco e Barueri

Mairiporã, Franco da Rocha e cidades vizinhas também passam avançam e todas as cidades da Grande São Paulo entram na fase amarela

Nesta sexta-feira (21), o governo de São Paulo atualizou nesta a classificação das regiões no Plano SP de reabertura gradual das atividades econômicas no estado e voltou a flexibilizar a abertura de comércios. 

Toda a Grande São Paulo agora pode ter a abertura de bares, salões e academias, desde que com medidas de segurança e capacidade limitada.  

Apesar do clima de liberou geral relacionado à Covid-19, o estado ressaltou que ainda é preciso cautela. A quarentena foi prorrogada até dia 6 setembro, mas todas as regiões do estado estão com a possibilidade de reabertura.


Uma das principais mudanças foi a fase amarela da região oeste da Grande São Paulo. Nela estão as cidades de Barueri, Carapicuíba, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora de Bom Jesus e Santana do Parnaíba, onde vivem quase 2 milhões de habitantes. 

Há duas semanas, em 7 de julho, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), havia rebaixado os municípios da região para a fase laranja, por causa do aumento no número de casos. Nessa etapa, é permitida a abertura de 20% da capacidade de lojas e serviços. 

A restrição causou polêmica e a prefeitura de Osasco foi à justiça para reverter a decisão. Carapicuíba questionou a decisão, enquanto Barueri anunciou que não respeitaria a nova fase.

Porém, a situação mudou. Segundo o estado, as sete cidades voltaram a melhorar os indicadores do plano como número de pessoas internadas e menos novos casos. Ainda causa preocupação o número de mortes nos municípios que chegou a 1.597 nesta semana. 

Comércios estão liberados desde que com medidas de segurança e capacidade limitadaLéu Britto/Agência Mural

Outra região que passou para a fase amarela foi a região norte da Grande São Paulo, onde estão as cidades de Caieiras, Cajamar, Francisco Morato, Franco da Rocha, Mairiporã. Foi a primeira vez que os municípios deixaram a fase laranja.

Na fase amarela bares, salões, academias, shoppings tem capacidade máxima de 40% de ocupação e horário limitado de abertura de oito horas

TODA GRANDE SP

Com as mudanças, toda a Grande São Paulo está na fase amarela, que permite o funcionamento de bares, restaurantes, comércio e outras atividades não essenciais.

As alterações do Plano SP acontecem a cada 15 dias, quando é permitido que as regiões evoluam de fase ou regridam, a depender dos estudos apresentados.

Desde que foi criado, é a primeira vez o estado ficou sem nenhuma região na fase vermelha, a mais restritiva do plano de flexibilização econômica. Nesta cor, é permitido o funcionamento apenas dos serviços essenciais, como mercados e farmácias. 

A tentativa de evitar aglomerações busca evitar o avanço descontrolado do vírus, o que poderia sobrecarregar o sistema de saúde e aumentar o número de casos e mortes.

Em cinco meses de pandemia, a Grande São Paulo registrou mais de 400 mil casos de Covid-19 e 17 mil mortes.

Lucas Veloso

Jornalista, cofundador e correspondente de Guaianases desde 2014.

Guaianases, São Paulo

Paulo Talarico

Editor-chefe de jornalismo, cofundador e correspondente de Osasco desde 2011. Formado em jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu, tem pós-graduação em jornalismo esportivo e curso técnico de locução para rádio e TV. Atualmente, estuda História na Universidade de São Paulo. Gosta de café, Osasco, livros, futebol e cinema.

Osasco

Comentários