• Informações apuradas pela Agência Mural por meio de dados e entrevistas, buscando ouvir todos os lados envolvidos e seguindo nossa linha editorial.
    Notícia

Governo libera reabertura de bares em regiões de Guarulhos, Mogi das Cruzes e Osasco

Regiões de Osasco, Guarulhos e Mogi das Cruzes foram autorizadas a passar para a fase amarela; restaurantes, salões de beleza e academias também terão protocolos de reabertura
Crédito: Léu Britto/Agência MuralComércio abrindo com porta baixa em São Paulo; prefeituras têm autorizado reabertura

A partir de segunda-feira (13) mais duas regiões da Grande São Paulo estão autorizadas a iniciar a abertura de bares, restaurantes e salões de beleza na nova etapa da flexibilização do isolamento por conta do novo coronavírus. 

No entanto, a doença que matou 12 mil moradores só na região metropolitana, ainda exige cuidados e a quarentena foi ampliada até 30 de julho.  

O governo do Estado anunciou nesta sexta-feira (10 de julho) que as sete cidades da região oeste (de Osasco) e as 11 do Alto Tietê (de Mogi das Cruzes e Guarulhos) passaram para a fase amarela do chamado Plano São Paulo. 

VEJA TAMBÉM:
Confira o avanço de casos de Covid-19 na Grande São Paulo
Se sair, não leve o coronavírus para casa; Veja orientações
Sepultadores relatam pressão no trabalho e o preconceito contra a profissão

Agora, apenas uma região da Grande São Paulo segue uma fase mais restrita, a parte norte, onde estão as cidades de Mairiporã, Franco da Rocha e Francisco Morato.

Nestas cidades, é permitido apenas o funcionamento com 20% da capacidade de atendimento presencial em escritórios em geral, imobiliárias, comércio de rua, shoppings e concessionárias.

Segundo a gestão estadual, a região ficou estável nos últimos dias, o que impediu a mudança. Já as regiões oeste e leste registraram melhora nos indicadores. São levados em conta o número de leitos disponíveis para tratar de Covid-19. 

A avaliação é diferente da feita há duas semanas. Na época, a gestão recomendou que as duas regiões seguissem na fase laranja. No período, a capital, o Grande ABC e a região Sudoeste puderam ampliar a flexibilização. 

NOVAS REGRAS

As novas regras permitem a reabertura de bares, restaurantes e salões de beleza com 40% da capacidade. Academias podem ter 30%. O expediente diário deve ser de até seis horas na próxima semana.

A flexibilização da quarentena foi iniciada ainda no começo do mês passado e tem causado polêmica. Cidades reclamaram de terem ficado de fora. Também houve questionamento de como funciona autorizar uma cidade a reabrir e proibir a vizinha, ignorando a proximidade.

O bairro de Cidade Kemel, por exemplo, fica entre quatro cidades e teve autorização pela metade para reabertura. Mas moradores têm cada vez mais retomado as atividades.

Apesar da flexibilização, os casos seguem subindo. Por conta disso, ainda é necessário evitar sair de casa e tomar cuidados casos tenha que ir para rua. 

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Grande São Paulo

Comentários