APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

DOE MENSALMENTE PELO CATARSE

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
Notícias

Governo libera reabertura de bares em regiões de Guarulhos, Mogi das Cruzes e Osasco

Regiões de Osasco, Guarulhos e Mogi das Cruzes foram autorizadas a passar para a fase amarela; restaurantes, salões de beleza e academias também terão protocolos de reabertura

Image

Por: Redação

Notícia

Publicado em 10.07.2020 | 16:27 | Alterado em 12.07.2020 | 17:12

RESUMO

Regiões de Osasco, Guarulhos e Mogi das Cruzes foram autorizadas a passar para a fase amarela; apenas cinco municípios seguem em fase mais restrita

Image

Comércio abrindo com porta baixa em São Paulo; prefeituras têm autorizado reabertura @Léu Britto/Agência Mural

A partir de segunda-feira (13) mais duas regiões da Grande São Paulo estão autorizadas a iniciar a abertura de bares, restaurantes e salões de beleza na nova etapa da flexibilização do isolamento por conta do novo coronavírus. 

No entanto, a doença que matou 12 mil moradores só na região metropolitana, ainda exige cuidados e a quarentena foi ampliada até 30 de julho.  

O governo do Estado anunciou nesta sexta-feira (10 de julho) que as sete cidades da região oeste (de Osasco) e as 11 do Alto Tietê (de Mogi das Cruzes e Guarulhos) passaram para a fase amarela do chamado Plano São Paulo. 

VEJA TAMBÉM:
Confira o avanço de casos de Covid-19 na Grande São Paulo
Se sair, não leve o coronavírus para casa; Veja orientações
Sepultadores relatam pressão no trabalho e o preconceito contra a profissão

Agora, apenas uma região da Grande São Paulo segue uma fase mais restrita, a parte norte, onde estão as cidades de Mairiporã, Franco da Rocha e Francisco Morato.

Nestas cidades, é permitido apenas o funcionamento com 20% da capacidade de atendimento presencial em escritórios em geral, imobiliárias, comércio de rua, shoppings e concessionárias.

Segundo a gestão estadual, a região ficou estável nos últimos dias, o que impediu a mudança. Já as regiões oeste e leste registraram melhora nos indicadores. São levados em conta o número de leitos disponíveis para tratar de Covid-19. 

A avaliação é diferente da feita há duas semanas. Na época, a gestão recomendou que as duas regiões seguissem na fase laranja. No período, a capital, o Grande ABC e a região Sudoeste puderam ampliar a flexibilização. 

NOVAS REGRAS

As novas regras permitem a reabertura de bares, restaurantes e salões de beleza com 40% da capacidade. Academias podem ter 30%. O expediente diário deve ser de até seis horas na próxima semana.

A flexibilização da quarentena foi iniciada ainda no começo do mês passado e tem causado polêmica. Cidades reclamaram de terem ficado de fora. Também houve questionamento de como funciona autorizar uma cidade a reabrir e proibir a vizinha, ignorando a proximidade.

O bairro de Cidade Kemel, por exemplo, fica entre quatro cidades e teve autorização pela metade para reabertura. Mas moradores têm cada vez mais retomado as atividades.

Apesar da flexibilização, os casos seguem subindo. Por conta disso, ainda é necessário evitar sair de casa e tomar cuidados casos tenha que ir para rua. 

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.