• Informações apuradas pela Agência Mural por meio de dados e entrevistas, buscando ouvir todos os lados envolvidos e seguindo nossa linha editorial.
    Notícia

Liga dos Campeões da Várzea, Copa Pioneer recomeça sem público em meio à pandemia

Competição foi paralisada em abril do ano passado, quando começou a pandemia de Covid-19

A Super Copa Pioneer, um dos principais torneios de futebol amador de São Paulo, retorna neste fim de semana. A competição, apelidada de Champions League da Várzea, foi paralisada em abril do ano passado por causa da pandemia de Covid-19. 

Nesta semana, os dirigentes anunciaram a volta sem público e as medidas de segurança para retomar a competição em meio à pandemia. Três partidas serão disputadas no sábado (27) e outras quatro no domingo (28) no CDC Santa Amélia, na zona sul da capital. 

Trinta times classificados na última rodada da primeira fase em abril de 2020 ainda continuam na luta pela ‘orelhuda’, taça dada ao vencedor do campeonato.

O retorno vinha sendo planejado, mas com apreensão, tendo em vista o atual momento da pandemia. A Covid-19 vitimou mais de 250 mil brasileiros e 32 mil só na Grande São Paulo

Torneio parou ano passado por causa da pandemia. Retorno terá medição de temperatura | Reprodução

Na sexta-feira (26), o Governo do Estado ampliou as restrições e colocou a região metropolitana na fase laranja do Plano São Paulo, o que prevê o fechamento de bares. Dois dias antes, a gestão determinou restrição de circulação das 23h até às 5h para tentar conter o avanço do vírus sobre a população.

“Fiquei preocupado com as restrições que seriam anunciadas pelo governo, mas apenas com essa limitação de horário não muda nada para gente”, afirma Sérgio Pioneer, organizador do campeonato. 

Desde o início da pandemia, uma das discussões era como fazer as competições sem torcida. “Não será a mesma coisa”, avalia Débora Rizzi, torcedora do Riachuelo, do Jardim Brasil, na zona norte de São Paulo. “Mas prestigiaremos com muito amor nosso time na internet”. 

“A várzea sente o distanciamento dos campos por conta da pandemia. Tudo é muito intenso em dia de jogo desde a concentração dos torcedores na sede do time, a ida do ônibus carregado de energia”.  

A volta da competição ocorre seis meses depois do futebol profissional, que teve jogos em agosto, quando foram criados protocolos para o retorno. 

No caso da Copa Pioneer, haverá restrição no número de jogadores e integrantes da comissão técnica, medição da temperatura, exigência de máscara. Porém, não haverá testagem.

A volta não terá presença de público. Somente quatro torcedores de cada equipe terão acesso às arquibancadas para pendurar faixas e bandeiras, que são tradição no futebol varzeano. “Todos os times foram informados sobre as restrições e protocolos, eles entenderam a importância de segui-los”, diz Sérgio.

Os jogos serão transmitidos ao vivo pela Tvila e pela página da Super Copa Pioneer no Facebook, e contará com premiação para as torcidas que tiverem maior número de interações nos comentários durante as transmissões.

Nas contas da Super Copa Pioneer nas redes sociais a animação já começou, muitos torcedores comemorando a volta dos jogos e lamentando o fato de não ter torcida. “Vamos entregar um conteúdo de qualidade para o público”.

A Copa chegou a ter a decisão confirmada no Allianz Parque, mas com a atual realidade dos estádios sem a presença do público, a organização optou por fazer a decisão na Arena Inamar, estádio do Água Santa, em Diadema, na Grande São Paulo, palco que recebeu a final de 2019. A decisão está prevista para abril, mas dependerá da situação da pandemia. 

*Correção. Texto alterado em 1º de março: as mudanças no Plano São Paulo foram feitas pelo Governo do Estado e não pela Prefeitura de São Paulo, como publicado inicialmente.  

André Santos

Jornalista, correspondente do Jardim Fontalis desde 2017. Integrante do Coletivo Favela em Cena de teatro (ator e diretor). Ama carnaval e jura que é baiano (tem que checar isso aí, ok?).

Jd. Fontalis, São Paulo

Comentários