• Informações apuradas pela Agência Mural por meio de dados e entrevistas, buscando ouvir todos os lados envolvidos e seguindo nossa linha editorial.
    Notícia

Com escolas fechadas, secretarias estudam dar cestas básicas no lugar da merenda

Medidas seriam destinadas a famílias pobres; Secretarias de Educação do Estado e da Prefeitura de SP afirmam que medidas serão anunciadas na sexta-feira (20);

Na sexta-feira passada (13), o governo de São Paulo e a prefeitura da capital anunciaram a suspensão gradual das aulas nas escolas estaduais e municipais a partir desta segunda-feira (16). A suspensão total ocorre a partir da próxima semana, no dia 23.

Entre os moradores das periferias, uma das preocupações é como ficará a alimentação dos mais pobres e de famílias em que a merenda escolar tem um grande peso no mês.

Questionada pela Agência Mural, a Secretaria Municipal de Educação disse que estuda formas de manter a alimentação das crianças. Segundo informações da pasta, isso pode ser por meio de uma cesta básica, transferência de recursos ou a oferta de merenda em algumas unidades. 

O secretário municipal de educação, Bruno Caetano, prometeu respostas até o fim da semana. “A rede de ensino tem 1 milhão de alunos, distribuídos em 4.000 escolas. Até sexta-feira (20), vamos anunciar as medidas que serão adotadas para que as crianças possam receber os alimentos”.

Crédito: Léu Britto/Agência MuralSecretaria diz que estuda medidas no caso de famílias que precisem

Na rede estadual, sob o comando de Rossieli Soares, as medidas para garantir merenda escolar também estão sendo pensadas. Por enquanto, não se sabe se os beneficiados serão aqueles cadastrados em programas sociais, como o Bolsa Família, por meio de crédito no cartão. Ou se a alternativa será a entrega de cestas básicas.

A orientação da Secretaria Estadual é que as respostas sejam dadas até o fim da semana, período em que serão definidos os critérios para o recebimento e de que maneira isso será feito. 

Outra questão em estudo é como manter unidades em funcionamento para os filhos de trabalhadores da saúde e segurança pública. 

VEJA MAIS:
Peneiras da Taça das Favelas são adiadas contra pandemia
Nos trens e nos ônibus: os cuidados para quem não pode evitar o transporte público
Prevista para abril, Perifacon é adiada para junho

MAIS CUIDADOS

Segundo a secretaria, nas últimas semanas os funcionários das Diretorias Regionais de Educação receberam treinamento para capacitação sobre o novo coronavírus e para redobrar a atenção quanto aos cuidados necessários.

“Esta semana [16 a 20 de março] ainda haverá aulas. Enquanto isso, a equipe técnica fará o planejamento observando as orientações das autoridades de saúde, a evolução da epidemia e ouvindo as famílias”, respondeu  a secretaria municipal

“Não faremos uma interrupção das aulas de qualquer maneira. Tem que ter um planejamento com as famílias. Não adianta parar as aulas e as crianças ficarem com avô e avó que é o público que mais temos que nos preocupar”, afirmou o secretário da Educação do estado, Rossieli Soares, na entrevista sobre as medidas de cuidado com a pandemia. 

Outra medida adotada pela Secretaria Municipal de Educação é o ‘“Dia D” de prevenção ao Covid-19 (Coronavírus)’ em todas as escolas que fazem parte da rede municipal de ensino nesta terça-feira (17). A ação inclui material informativo com orientações de prevenção à doença, além de realizarem atividades lúdicas e pedagógicas ao longo da semana.

Lucas Veloso

Jornalista, cofundador e correspondente de Guaianases desde 2014. É apresentador da live Rolê na Quebrada.

Guaianases, São Paulo

Comentários